quinta-feira, 30 de julho de 2009

Deli Delux

 

Reparei quando estava a escrever o Colcci Café (ainda não publicado) que o nosso blog tem uma falha muito grande, não existe um post sobre o Deli Delux.

Ora, isto não pode ser, por isso decidi colmatar esta falha.

O Deli Delux é uma loja gourmet que tem pão, vinho, chocolate, bolachas, e mais uma série de coisas próprias das boas lojas gourmet, como é o caso desta. Poderão perder-se logo por aqui, mas insistam mais um pouco e cheguem ao fundo da loja, onde está a cafetaria.
Logo, para primeiro impacto, na montra da cafetaria estão os bolos, servidos à fatia, com um aspecto delicioso e a pedirem para ser comidos. O complicado para pessoas como eu, é tentar ignorar aquele chamamento do demo, e pesquisar na carta outras ofertas. Mas, se o conseguirem fazer, não se arrependem pois existem deliciosas torradas, por exemplo feitas em pão bagel, que são deliciosas.

Outros dos pontos fortes desta casa, é a esplanada muito agradável, a menos que estejam estacionados barcos da Marinha mesmo em frente. Mas quando não existem navios de guerra a bloquear a vista, pode-se ver o Seixal, Barreiro, etc.

Um sítio muito descontraído, onde se pode comer com qualidade, e muito bom para o caso de terem de esperar pelo comboio (se não quiserem levar carro para esta zona, existe uma saída do metro mesmo à porta).

Deli Delux
Avenida Infante D.Henrique, Armazém B Loja 8 - Lisboa (junto ao Casanova e Lux)
Terça a Sexta - 12h00 - 22h00
Sábado - 10h00 - 22h00
Domingo - 10h00 - 20h00
 

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Buddha Garden, Bombarral

Apesar de ser um pouco fora do âmbito deste blog, decidi deixar aqui esta sugestão de passeio para namorar, conviver em família ou a solo. Qualquer uma das opções é boa! Mas prometo que também ficará uma sugestão de comidinhas.

O Buddha Eden é um "Jardim de Paz" situado no Bombarral, criado na Quinta dos Loridos que foi adquirida por Joe Berardo. O jardim está então repleto de estátuas de budas, de várias formas e dimensões, e guerreiros em terracota alinhados. Tem ainda um lago, à margem dos quais repousam, imagine-se....budas! A extensão do jardim deixa ainda adivinhar uma longa tarde de passeio. Confesso que houve alguns locais que nós espreitámos, esticámos o pescoço e....pronto, já vimos! Ver tudo, tudo, implicava mesmo um longo passeio! O local quer-se de reconciliação e paz, e acho que sim, que consegue os seus objectivos. Devido à extensão da quinta é possível passear calmamente sem atropelos e confusões.

É possível levar um pequeno farnel e comer dentro do parque, de manta estendida na relva. Vários grupos estavam lá, petiscando e gozando a vista sobre o lago. No entanto, se forem um pouquinho mais "preguiçosos" e a opção piquenique não vos sorrir, existem vários restaurantes perto onde podem almoçar e seguir tranquilamente depois para o passeio.

Nós optámos por almoçar no restaurante "Zélia" localizado no Sanguinhal, muito pertinho da Quinta dos Loridos. É um restaurante simples mas onde comemos muito, muito bem. Os pratos são comida tipicamente portuguesa e caseira, mas atenção que estamos naqueles sítios em que as doses são de duas pessoas "à vontade"! O que no final não dá uma dolorosa mas uma simpática conta! Entre queijinhos de entrada, pratos, sobremesas e cafés, a conta ficou em 45€ para cinco pessoas (4+1 pikeno). Que bom é ir ao Bombarral almoçar, não é !? :)

Restaurante Zélia
Av. Combatentes da Grande Guerra, 9
Sanguinhal, Carvalhal
Tel: 262 605 157
Não encerra

domingo, 12 de julho de 2009

Restaurante D`Avis


Para comprovar que este nosso blog não vive só de restaurantes acabadinhos de estrear, hoje venho aqui falar de um já velhinho, o Restaurante D'Avis (fundado, segundo dizem, em 1986) .

Admito que já vim a este restaurante diversas vezes, mas foi na era pré-blog por isso ainda não tinha tido oportunidade de escrever sobre a experiência.

Este restaurante, desde a decoração até sericaia com a bela da ameixa, respira Alentejo. A sala de jantar é pequena (convém fazer reserva, especialmente com grupos grandes ou dias críticos como 6a ou sáb) com chão de pedra lajeada, paredes e tecto cheios de ferramentas agrícolas ou loiça do antigamente e paira no ar o cheiro dos diversos temperos utilizados na confecção dos pratos, fazendo-nos assim sentir que estamos em plena região alentejana.

O restaurante fica situado junto do Convento do Beato, não sendo muito difícil encontrar estacionamento nas imediações. Uma vez sentados, lá temos a "terrível" experiência de escolher o que se vai comer de uma ementa cheia de pratos deliciosamente alentejanos, desde migas até ao borrego. A escolha recaiu sobre Lombo de porco coberto por farinheira de sousel, carne de porco à alentejana e arroz de cação. Enquanto esperávamos pela comida, atacámos o pão, queijo e azeitonas (mais típico que isto impossível :-). Todos os pratos estavam excelentes (houve mesmo quem não resistisse em molhar o pão no molho do arroz)!!!!

As sobremesas eram as esperadas num restaurante alentejano (sericaia, encharcada.....). Mas apenas um de nós foi na onda alentejana, eu comi encharcada (com muita canela, divinal!!!) enquanto que os restantes comensais foram para a mousse de chocolate preto (que segundo disseram estava boa).

Depois do café, para cortar com o doce, veio a conta que, como já tinha constatado noutras visitas, não assusta: 16€ pp.

Excelente comida, ambiente genuinamente rústico, atendimento simpático, óptima localização. Por isso.....

Info
Rua do Grilo nº 96/98 - 1900-707 (Ao lado da Igreja do Beato)
Telemóvel : 968 848 961/Tel. 218 681 354
Encerramento: Domingo
Horário : 12:30h às 15:00h e da 19:00 às 22:30h
Lotação: 45 Pessoas
Preço Médio: 16 euros