quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Angèle, Avenida da Igreja






Definitivamente sou difícil de contentar!!! Este é um daqueles casos que me apetece dizer: much ado about nothing, ou em bom português, nem tudo o que reluz é ouro. 

Na minha vidinha normal faço, pelo menos duas vezes por semana a Avenida da Igreja, e numa destas passagens vi uma nova pastelaria. Os meus olhinhos brilharam, primeiro mais uma oportunidade de post, e depois a decoração exterior e interior da casa convidam a entrar. Ainda passei por lá algumas vezes até ter oportunidade de entrar e experimentar.

No último sábado a oportunidade surgiu, e numa de pequeno almoço tardio decidi entrar. A experiência foi desapontante.  Não sei se foi do avançado da hora, eram 11h, mas a oferta eram croissants franceses e pain au chocolat. Só!!! Mais nada! Havia  ainda alguma pastelaria francesa, mas com ar plástico e pouco convidativo, e duas variedades de pão. Bem, mas lá me sentei, e esperei que me servissem.


O serviço é esforçado, é certo, mas muito desorganizado, o que implicou uma espera bastante penosa para que me servissem um pain au chocolat e um café. Aqui encontra-se, para mim, o segundo grande desapontamento,  depois de não haver pastelaria fina tipicamente francesa, pensei, na minha ingenuidade, que o pain au chocolat vinha quentinho. Mas não foi nada disso, estava à temperatura ambiente!! 

Resumindo, a decoração está fantástica e com muito bom gosto. O serviço quando conseguir encontra-se poderá ser bom. Mas se a oferta não melhorar, o ambiente e serviço não serão suficientes para me fazerem entrar de novo na casa. Principalmente, numa rua com tantas possibilidades. 


ANGÈLE
Avenida da Igreja, n.º 2B
Lisboa


sábado, 12 de outubro de 2013

Pizzaria do Bairro, Cais do Sodré







Os vossos amigos do 12H30 foram simpaticamente convidados para a preview da Pizzaria do Bairro. Infelizmente os outros dois contribuintes tiveram afazeres de ultima hora, e lá fui eu sozinha. Não vos vou falar muito sobre a preview, pois o ambiente foi um pouco diferente do normal da Pizzaria do Bairro, mas fui muito bem recebida, e foi uma refeição muito divertida e animada.

Entretanto o restaurante já abriu e está a funcionar a todo o vapor (abriu em setembro). Passei por lá e estavam todos muito atarefados. 


A Pizzaria do Bairro nasceu da  renovação de um dos antigos armazéns do Cais do Sodré (mesmo ao lado da estação dos comboios), e tem o conceito, mais ou menos original, de pizzaria sem lugares sentados, onde as pizzas são vendidas à fatia e confecionadas com produtos de origem portuguesa.

E falando sobre as pizzas, aqui esta o ponto onde a Pizzaria do Bairro se destaca. São fantásticas! A ideia de utilizar ingredientes portugueses, apesar de não ser original, aqui está muito bem conseguida. Como estive na preview tive oportunidade de provar quase todas as pizzas que eles têm no menu, e posso dizer que gostei muito da pizza de espinafres com bacalhau estaladiço, a de presunto de vaca, a de salsicha fresca, a de chouriço com pimento, e no topo, a pizza de camarão com rúcula.

O queijo das pizzas é uma combinação entre o típico queijo mozarela italiano e o queijo flamengo na base, e no topo é utilizado requeijão.

Aconselho uma visita a este espaço para uma (ou mais) fatia de pizza. Esperemos que venham a ter lugares sentados para podermos apreciar uma refeição com mais calma. E posso dizer, não sei se eles vendem, mas a panna cotta é fantástica, então a de caramelo, divinal!!! Se não a comercializam, deveriam. 

Os preços variam entre os 2€ e os 3€ por fatia, e os 8€ e os 12€ por pizza inteira.


Pizzaria do Bairro
  • Rua da Cintura do Porto de Lisboa, Armazém A, n.º 18
https://www.facebook.com/pizzariabairro
Dom-Quar - 11h00-0h00
Qui-Sab - 11h00-2h00


Nota: fotos retiradas do facebook da Pizzaria do Bairro

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Padaria do Bairro, Avenidas Novas





Eu, Sebastião da Silva, perder-me é algo "tão natural como a sua sede" ou, para ser ainda mais rebuscado, uma verdade de La Palice. É um "dom" que me assola desde tenra idade (mas, ainda assim, melhor que ver "dead people".... acordar e ver o Bruce Willis a olhar para mim era capaz de me dar insónias) e não se tem atenuado com a idade, muito pelo contrário.

Isto tudo porque andava eu nas Avenidas Novas (mais concretamente na Elias Garcia), fisgado em ir ao supermercado Pouco Doce da 5 de Outubro, como tantas vezes já o fiz, eis que me distraio e pronto lá perdi o norte! Primeiro praguejo e digo vitupérios em relação à minha desatenção, depois reparo num Smallpreço e penso "Serve!". Quando saio do carro, vejo que estacionei em frente a uma padaria com um aspecto todo pintas.




Compras de supermercado....padaria com bom aspecto......cinco segundos depois desta profunda e intensa discussão interior, entrava pela padaria a dentro. A padaria, chamada Padaria do Bairro, deixa-se contagiar pelo ambiente das novas padarias (Padaria 2.0), pondo de lado as balanças de dois pratos, os azulejos brancos e a pedra mármore, e a ideia que padarias são para comprar e ir embora (ou para ficar o tempo suficiente para pôr a cusquice em dia). A Padaria do Bairro tem uma decoração simpática, com alusões ao produto que vendem (neste caso, uma fotografia em tamanho XXXL de um pão), que convida a fazer uma pausa para comer. A Padaria é espaçosa, com várias mesas e sofás, e oferece um pouco de tudo (tostas, saladas, sandes, sopas....), em que este tudo inclui salgados e doces :-)



A hora (e dia da semana... Domingo) a que fui não ajudou em termos de variedade de oferta mas o meu olhar logo se prendeu nos croissants e nas mini-bolas de berlim. Ataquei uma bola, logo ali, à frente de toda a gente, sem medo do que pudessem pensar. E foi bom, muito bom (não acendi cigarro porque não fumo :-). Ganhei logo outro ânimo para as compras de supermercado que se seguiam e perdoei-me pela desatenção.... de outra forma não teria descoberto as mini-bolas (e a Padaria do Bairro).







Vou com regularidade à Elias Garcia, visitar a minha Padaria Portuguesa de eleição (não sei explicar, pois vou a outras e gosto, mas esta é aquele que associo quando alguém diz Padaria Portuguesa) mas suspeito que na próxima visita vou andar mais um bocadinho e voltar a visitar a Padaria de Bairro... existem mini-bolas com recheios que ainda não provei.










Padaria do Bairro

Av. Elias Garcia, 80-A, Lisboa
Segunda a sexta | 07:30 às 20:00
Sábado e domingo | 08:30 às 20:00
http://www.padariadobairro.pt/menu.html (de onde retirei as fotos)
Facebook