sexta-feira, 29 de abril de 2011

City Cakes, Campo Ourique

   

    
 
É com algum receio que escrevo este post, pois não quero de forma alguma reiniciar a guerra dos cupcakes mas não resisto a escrever sobre esta nova casa comercial que elegeu os queques americanos como forma de negócio.

A CityCakes fica no fim da Rua Ferreira Borges, perto do Pingo Doce, com uma entrada que de tão discreta quase não se dá conta dela, mas o meu faro (e olho) para o pecado da gula não deixa escapar nada. Assim, caminhávamos nós, numa bela tarde de Abril,  pela Ferreira Borges em direcção à Artisani da Estrela, quando pelo canto do olho vejo uma montra pejada de belíssimos cupcakes. Naturalmente que estaquei e entrei.

O espaço está muito engraçado, em que o azul e branco são o pano de fundo perfeito para a multiplicidade de cupcakes, cakes e outros produtos à disposição dos olhos e da boca. Olhar para as montras já de si vale a pena a visita... verdadeiras obras de arte... que quase dá pena de ver desaparecer dentro da boca... mas assim que se dá a primeira dentada toda essa pena esvai-se :-)





A escolha é sempre difícil, mas com a ajuda muito prestável e simpática de quem me atendeu consegui decidir-me por um cupcake de chocolate com recheio de framboesa (ou frutos silvestres, não sei precisar) e cobertura de chocolate. Estava espectacular!!! Melhor que red bull :-)

Existem coberturas para todos os gostos... buttercream.... merengue.... cobertura de natas... creamcheese, entre outros. Já provei de buttercream e de creamcheese e gostei de ambos, mas fiquei especialmente surpreendido com a cobertura de manteiga, talvez devido a várias desilusões que tenho sofrido ao longo do tempo. Mas atenção, os cupcakes são doces! Por isso levem convosco uma garrafinha de água ou, como eu já fiz, vão comprá-la ao pingo doce :-)




Tenho a certeza que muitos vão discordar de mim e continuar a insistir que os cupcakes só são bons para admirar e não para comer. Depois de experimentar os citycakes apenas fiquei feliz por não morar em Campo Ourique ou visitar esta parte da cidade com frequência, de outra forma só descansaria quando experimentasse todas as variedades disponíveis de cupcakes.



Contactos
Rua Ferreira Borges 30, Campo Ourique
1350-132 Lisboa
Tel.913072257
1cupcake = 2€ (2011)
 




P.S. Lá por ter comido um cupcake na CityCake não quer dizer que a Artisani tenha perdido um cliente.... uma bola de gelado de mel e canela e outra de tangerina foram a cereja no topo do cupcake :-)

 
 

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Royale Café, Chiado






Escrever, como uma amiga diz, "postes" num blog sobre um tema que não me cansa ou enfastia é um verdadeiro prazer, mesmo nos momentos em que não sei o que hei-de escrever e protelo a publicação do "poste" ad nauseam. Por outro lado fico, significativamente auto-desapontado quando não me ocorre nenhuma opção decente onde comer, apesar de saber que o meu Tico e Teco têm essa informação mas estão demasiado entretidos a enterrar nozes debaixo da árvore.

E porque estou com esta conversa? Porque o Royale Café foi um momento de Eureka :-) Queríamos um lanche ajantarado na zona do Chiado mas queríamos "fugir" aos sítios do costume, essencialmente Vertigo e Fábulas, e se possível evitar a zona de fast food dos Armazéns (nada contra mas não apetecia). Depois de ouvir uma vez mais a frase "Então o menino que escreve num blog não tem ideias? Hein??", e estando eu quase a dar uma desculpa de mau pagador saiu-me de dentro da cartola uma óptima ideia (até eu me espantei) - Royale Café! (ou como eu costumo chamar-lhe Casino Royale :-).

O Royale Café fica mesmo no coração do Chiado, mais concretamente no nº 29 do Largo Rafael Bordalo Pinheiro, caído entre o Carmo e a Trindade, facilmente identificado pelo seu toldo azul escuro (ou preto dependendo do grau de daltonismo) ao estilo frrrancês, com o nome escrito em letras douradas. Quando passamos a soleira da porta, encontramos um espaço com uma decoração ikeana (num bom sentido), simples mas com funcionalidade e estilo como o design nórdico sabe proporcionar.
 






O espaço está dividido em duas salas e um terraço interior. Logo à entrada tem uma sala mais pequena, onde se destaca um enorme espelho de parede, com um ambiente a puxar mais para sentar e beber um café (ou coca-cola zero) e dar dois dedos de conversa (ou descansar as pernas antes de prosseguir viagem), do que fazer uma refeição. A segunda sala é mais ampla e é o espaço de refeições por excelência, onde o ambiente é ainda mais acolhedor e propício para uma longa e amena refeição. O café termina num verdejante terraço interior que parece convidar a longas conversas de fim de tarde e a jantares de verão bem ao estilo mediterrânico.

A ementa é variada, podendo ir desde tostas ou tostadas (as quais eu chamaria antes pitadas :) até pratos mais elaborados com grande influência mediterrânea. Depois de alguma indecisão e especulação, decidimos comer lasanha de espinafres e requeijão com nozes e coli de frutos silvestre, e tostada de cogumelos frescos com salada. Estavam ambos espectaculares! A lasanha tinha um ar que balançava entre prato principal e sobremesa mas depois da primeira garfada essa dúvida desfez-se de imediato, e a tostada não era mais que pão pita recheado com diferentes cogumelos excelentemente salteados (e como fã nº1 destes fungos devo dizer que nem sempre uma pessoa fica satisfeita) acompanhada com salada mediterrânica.




 

Apesar de um bocadinho cheios, consegui levar a minha avante e comemos uma sobremesa, bolo de chocolate molhadinho. Verdadeiro flop :-( Quando chegou à mesa já tinha enxugado e por isso comemos bolo de chocolate sequinho... Mas no melhor pano cai a nódoa por isso não pretendo levar a peito esta falha e tenciono voltar. A conta rondou os 14€. O atendimento foi deveras simpático e paciente (a escolha dos pratos foi demorada :-), o que só contribuiu para gostar ainda mais do espaço.

O Royale Café fica naquele limiar entre restaurante e café, na mesma categoria onde coloco o Vertigo, Fábulas e KaffeeHaus, com um ambiente informal mas com personalidade e onde uma pessoa se sente confortável para estar durante um longo periodo de tempo a comer e conversar.





Lg. Rafael Bordalo Pinheiro 29, 1200-369 Lisboa
 
Horário: 2ª a Sáb - 10h às 23h | Domingo - 10h às 20h







terça-feira, 12 de abril de 2011

Artisani, Carcavelos

  
  

Eu sei que ainda agora os putos da primária começaram a escrever a composição sobre a Primavera, andorinhas e outras problemáticas da época, e que o tempo ainda vai mudar porque só estamos em Abril e blá...blá...águas mil...blá....blá....mas em quanto muda e não muda à que aproveitar!

E com este tempo espectacular, o que é que uma pessoa faz? Vai até à praia! Mas se, tal como eu, não vos apetece dar o corpo ao manifesto nem comprovar quão fria está a água, então.... vão até um local que venda belíssimos gelados, tenha umas belíssimas espreguiçadeiras de frente para uma belíssima praia, e pronto estão reunidas as condições para uma tarde muito bem passada, só têm que levar uma belíssima companhia :-)

Onde se consegue tal proeza? Na Artisani de Carcavelos, mesmo ao lado da pizzeria Capricciosa, que para além de fornecer gelados fantásticos (venha 0,5L de gelado de canela e mel para a mesa do canto!) tem disponível uma esplanada e, para quem quer preguiçar em frente ao mar sem estender uma toalha, uma zona de espreguiçadeiras. Local ideal para um final de tarde para recarregar baterias e esquecer como o mundo gira nos dias que correm.

Contactos
Estrada Marginal, Praia de Carcavelos - Sector nascente
2775-604 Carcavelos
(ou simplificando.... mesmo ao lado da Capricciosa)
Horário: ainda estou a tentar averiguar... mas sei que fecham no inverno :-(





  
   

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Fragoleto, Baixa Pombalina

  
  
  
Já em 2009 falei acerca desta gelataria mas, aproveitando a mudança de local e de imagem da loja, julgo ter chegado a altura desta casa de gelados ter um post em nome próprio. Bem o merece :-)

A mudança ocorrida na loja não foi tanto em termos de geografia (mantém-se na rua da Prata, a curta distância da loja original) mas mais em termos de espaço e decoração. Passou a ter um aspecto mais moderno e aumentou significativamente o espaço interior disponível, possivelmente para poder fazer frente ao golias Santini e ao mesmo tempo aproveitar a nova moda das gelatarias, mas não perdendo (felizmente!) a qualidade dos gelados.    

Caso não queiram desesperar nas filas absurdas da Santini mas querem um gelado excelente só têm de continuar a passear mais uns minutos até à Rua da Prata, para se deliciarem com uma bola de gelado de mel com gengibre ou amendoim :-) Não reparei se ainda servem o canecão de gelado, que era basicamente uma caneca de cerveja (de plástico vermelho) com quatro bolas de gelado e uma colher com duas medidas... mesmo para os fanáticos de gelados :-)
 



 
Contactos
Rua da Prata, 61, Lisboa
Tel: 21 347 94 72

 

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Pastelaria Evian, Benfica

 
 


Dizer Evian ou jesuíta para muitos lisbonenses é quase a mesma coisa. Situada no início da Avenida do Uruguai, uma das mais emblemáticas ruas de Benfica (ficando apenas atrás da longa e ziguezagueante Estrada de Benfica). Quem vem do Colombo não tem nada que enganar, é logo a primeira pastelaria (com esplanada) que se vê do lado direito da Avenida, em frente do que em tempos foi uma Maconde e agora é um Pingo Doce de Janeiro a Janeiro.

Como é óbvio a Evian não vende só Jesuítas, mas sem sombra de dúvidas é o seu ex-libris, com tabuleiros e tabuleiros destes bolos a saírem constantemente de dentro dos fornos, quais Pastéis de Belém :-) É preciso que o dia tenha sido muito fraco para que quando se pede um Jesuíta este ainda não venha (pelo menos) morninho.

Bom sítio for a sunny afternoon.



Contacto
Avenida Uruguai 33-A, 1500-611 Lisboa (Benfica)
Telf. 210 465 807
Não encerra.
 
   
 
__________________

Joana, come a papa acrescenta:

Quando falei com a minha irmã neste fim-de-semana disse-me "o Sebastião fez um post sobre a Evian!!!"...eu acho que isto foi dito num ligeiro tom de censura do tipo, "como é que deixaste passar esta...como é que não foste tu?!".
  
A verdade é que a Evian é a pastelaria da minha infância! :) vou lá desde que era assim pequenina, pequenina... provavelmente degustei algum bolito ainda na barriga da minha mãe! :) e a Evian conseguiu passar incólume ao arrastar dos anos, às modernices, não foi vendida a nenhum banco, não é nenhum MacDonalds, não é nenhuma loja chinesa...e porquê?! bem, em primeiro lugar deve ser gerida por pessoas com os parafusos todos, mas provavelmente será sobretudo pela excelente qualidade daquilo que produz e vende! Tudo ali é bom!! :)

O Sebastião optou por destacar os jesuítas (que já foram várias vezes destaque em diversas publicações sobre o assunto), mas é um nunca acabar de coisas boas, a saber: croissants com doce de ovo, sortido de miniaturas, palmiers cobertos, merendinhas, delícia folhada, queques, bolos de aniversário, etc, etc! Até à bem pouco tempo os bolos de aniversário lá de casa eram obrigatoriamente desta pastelaria...pão-de-ló com chantilly, morangos e ananás...uma delícia! Agora não são porque resolvi dedicar-me à culinária, poupar uns trocos, e faço-os em casa... :)
 
Por isso, quando andarem "perdidos" nesta zona, recomendo-vos uma passagem por lá...para provar um jesuíta ou outra iguaria qualquer...ou encomendarem um bolo de aniversário! :)

     

terça-feira, 5 de abril de 2011

Cyber Café Fórum São Sebastião, Ericeira

  
 

Sempre que vou laurear a pevide para terras de aquém e além mar, a.k.a. Ericeira, sou sempre conduzido a uma mesma esplanada junto ao Fórum S. Sebastião, o centro comercial lá do burgo. E porquê sempre a mesma esplanada, perguntam vocês? Und warum immer die gleichen, fragen Sie? (se o Herman o faz... :-) Porque é neste preciso local que servem aquilo a que se pode designar "A TOSTA". Não sei se existem mais sítios a fazer obra de arte idêntica, na Ericeira ou em qualquer outro local em Portugal, mas a verdade é que é de ficar a olhar para ela durante algum tempo.... mas não muito porque senão arrefece e deixa de ser tão boa.

Honestamente nunca tentei perceber se serviam mais alguma coisa interessante para além da bendita tosta, muito possivelmente sim mas por enquanto ainda não senti a necessidade de alargar os meus horizontes nessa matéria. Talvez na próxima visita eu me lembre de perguntar e, nunca se sabe, peça algo em vez da tosta. Caso a foto não lhe faça justiça, devo frisar que a TOSTA é grandita por isso ou estão mesmo esganados de fome ou é melhor dividirem com alguém.

Assim depois de uma volta pela praia ou uma caminhada ao longo da costa da ericeira, nada como estar sentado a olhar o mar (com um quarto de tosta numa mão e um copo com Coca-Cola Zero na outra) na amena cavaqueira.



Sala interior
"A Tosta"


Esplanada
Vista da esplanada



P.S. Não havia era necessidade de colocarem à esplanada nome tão foleiro como cyber café....



Contactos
Avenida São Sebastião Nº.14, Forum São Sebastião Loja D
2655-210 Ericeira
Tel. 26 186 70 06
Horário: 8h - 22h30 Dom a 5a | 8h - 23h30 6a e Sáb (Inverno)