quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Mar Bravo, Nazaré


Assim que passámos junto ao restaurante, ficou decidido imediatamente onde seria o nosso jantar! Ambos gostámos imenso do aspecto do restaurante, muito a fugir ao tradicional da Nazaré (que não tem mal nenhum, atenção!), mas com pequenos toques que o enquadram no espírito da zona. Só o nome diz tudo... Como a escolha foi feita apenas pelo aspecto e decoração, poderia ter corrido mal relativamente à comida... mas por acaso, não!
O restaurante está localizado na marginal da Nazaré, e possui umas janelas enormes que deixam ver toda a conhecida arriba e miradouro, o elevador (que não estava a funcionar...), a praia, o mar, o pôr-do-sol... que por acaso, em Outubro mas em bonitos dias de sol, é assim:


Espectáculo, não é?! Ah pois! É preciso saber escolher estes dias bonitos para uma escapadinha!

E agora deixem-me que vos mostre o porquê da nossa escolha, ou seja, a decoração...


Eu sou fã das decorações em tons de branco!

Gostei imenso deste branco todo, das cadeiras transparentes, da iluminação, e da belíssima conjugação do tema do mar com isto tudo!

 

Este peixe enorme recortado na placa de pladur que faz de parede está um espectáculo! Fica mesmo bem no restaurante, e apenas com este pormenor consegue fazer toda a ligação à tradição da Nazaré!

Para entrada ficámo-nos apenas pelo couvert (pão, azeitonas, manteigas e paté). Tudo muito bom, com uma nota muito positiva para o paté! Deixem-me que vos mostre:


E nos pratos principais, os eleitos foram Folhado de Marisco e Espetada de Lulas... Ambos muito bons, em quantidade bastante adequada, e com boa apresentação! O Folhado de Marisco vinha rodeado de molho vinagrete, que foi óptimo para quebrar um pouco o sabor do creme de marisco no interior do folhado (era bom, mas um pouquinho intenso!).



Bem, e se isto fosse num "jantar mais normal" ficaríamos por aqui....mas quando estamos fora e de férias/fim-de-semana tem de se provar tudo... e por isso, para sobremesa aqui ficou a nossa escolha:


Pois claro! Tarte de limão merengada... estava boa, com um balanço bem conseguido entre o doce e o sabor do limão, mas não sei... eu tenho de ser sincera...a tarte de limão merengada melhor do mundo continua a ser a da cantina da Gulbenkian! :) Mas esta estava também muito boa! :)

E depois disto tudo, chegou-nos a conta...que não surpreendeu! Não podemos dizer que são preços "out of Lisbon", pois que não...mas também o restaurante é um bocadinho "à moda da cidade"! e portanto pagámos 18,5 €/pp (com tudo o que falei, três refrigerantes e sem cafés).

Resumindo, posso dizer que recomendo vivamente! O Mar Bravo é também uma albergaria, e digo-vos que as fotografias deixam uma grande vontade de por lá pernoitar! Quem fica hospedado no hotel tem um desconto de 20% nas refeições no restaurante. E como este post ainda tem poucas fotos...aqui fica mais uma:


Mar Bravo
Praça Sousa Oliveira, n.º 71
2450-159 Nazaré
262 569 160

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Portas de Fora, Alcobaça

 
"Estavas, linda Inês, posta em sossego,
De teus anos colhendo doce fruito,
naquele engano da alma, ledo e cego,
Que a fortuna não deixa durar muito,
Nos saudosos campos do Mondego,
De teus fermosos olhos nunca enxuito,
Aos montes ensinando e às ervinhas
O nome que no peito escrito tinhas."
in Lusíadas, canto III


Tentar almoçar em Alcobaça não é fácil... então no centro da vila, mesmo em frente ao mosteiro, parece tarefa muito complicada! Mas parece que Inês e Pedro estiveram do nosso lado e encaminharam-nos para a rua do Portas de Fora... :) Obrigada, Inês e Pedro, porque já estávamos cheios de fome, já eram quase duas da tarde, e estava muito sol para andar a correr ruas à procura de comida!


O Portas de Fora tem uma decoração muito tradicional, com muito ferro forjado espalhado pelas paredes do restaurante, com as mesas e ementas de tecidos muito floridos e mimosos. Gostei muito do ambiente familiar (parece que é negócio de duas irmãs) e mais ainda da comida! Ambos literalmente açambarcámos a broa, o pão e as azeitonas, em jeito de fazer a cama para o prato principal que era... Lombo de porco de Outono. Muito bom! Carne de porco frita (mas não gordurosa), acompanhada de arroz de passas e castanhas.... estava óptimo! Muito saboroso, muito bem confeccionado!
 

A montra das sobremesas tinha um potencial muito grande, todas de cariz tradicional, e com muito bom aspecto. Nós não comemos a sobremesa no restaurante porque fomos aqui.

A conta ficou-se pelos 10 €/pp. Bom preço, boa localização, excelente comida e excelente atendimento! Recomendo! :)

Localização

Rua Frei António Brandão, 105-107
2460-047 Alcobaça
Tel. 262 087 208

Pastelaria Alcôa, Alcobaça

 
     
A Pastelaria Alcôa é uma nossa velha conhecida... de cada vez que vou a Alcobaça, vamos sempre a este verdadeiro antro do "pecado doceiro"! :) A pastelaria foi fundada em 1957 e tem uma grande variedade de doces conventuais disponíveis. Para os fãs dos doces conventuais, este é sem dúvida um local a visitar. Além destes doces, tem também pastelaria variada ("mais normal", mas com excelente aspecto) e bolos para diversas festas.


Desta vez, e após longos minutos de indecisão, escolhemos "Manjar dos Deuses" e "Segredos de Dona Inês". Mas são momentos muito difíceis na vida de um guloso.... :) este, aquele, ou ainda aquele ali ao fundo...muito complicado! Os doces também são uns verdadeiros pecadores porque conjugam três características: muito bons, algo pequenos, pouco baratos! :)


Deixo-vos aqui algumas imagens destas tentações... mas aviso já que as imagens são apenas uma miragem do que por lá se vende! :)
Localização
Praça 25 de Abril, n.º 44
(em frente ao Mosteiro)
Tel. 262 597 474