sexta-feira, 28 de junho de 2013

Gelataria Nannarella, Lisboa




Temos mais um sítio para fazer "body building"... Fica em frente ao mercado de S. Bento, é uma lojinha muito pequenina (mas podemos ir comer o gelado para o jardim na lateral da Assembleia), e tem gelados variados e deliciosos!




Um casal de italianos cansou-se de morar em Roma e decidiu vir para Lisboa, e abriram este negócio para nos dar a conhecer os verdadeiros gelados italianos. Existe uma panóplia de sabores: os tradicionais (morango, chocolate, baunilha, etc, etc) e as inovações (kiwi, pêra, melão, maçã com canela, oreo, leite creme, tiramisú, etc). Todos eles podem ser servido com um topping de chantilly (grátis!!!).

As nossas escolhas foram:
  • maçã com canela e melão
  • oreo e leite-creme (adivinhem quem foi a gulosa que escolheu este...)
  • morango e pêssego
  • morango e iogurte




Ora bem, apesar de me acusar de ser a gulosa que escolheu os potencialmente mais doces, fui a que fiquei mais desapontada... são bons, mas não são assim tão doces e achei o de leite-creme pouco fiel ao sabor original. Agora, os de fruta.... os de fruta são mesmo muito bons!! Adorei todos, sem excepção! Por isso, aconselho a que se fiquem pelos de fruta (até porque são confeccionados com frutinha portuguesa!).

Os gelados podem ser servidos em copo ou em cone, e custam: 2,00 € (pequeno), 2,50 € (médio), 3,00 € (grande). Gostei muito destes preços! Acho que são justos relativamente ao que é servido! :)



Gelataria Nannarella

Rua Nova da Piedade, 68 - Lisboa (S. Bento)
Todos os dias, 12:00 - 19:30
  

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Palitão, Castelo Branco








O Palitão é um restaurante assim para o estranho, cheio de pequenas idiossincrasias, mas no melhor dos sentidos... 

Fica numa zona residencial de Castelo Branco, daquelas construídas no final dos anos 90, e depois quando se abre a porta entramos num restaurante de decoração rústica e ambiente acolhedor, que faria mais sentido numa casa baixinha na zona histórica da cidade ou numa das aldeias ali à volta.

Depois, apesar do aspecto exterior e interior, tenta (e consegue) ser um restaurante com algum requinte, onde existe uma lista de vinhos e se dá importância à escolha deste (vinho da casa é para tascos). O dono vem ter connosco a explicar a carta, e a carta em si demonstra alguma reflexão sobre os pratos.

Comemos uma carninha de vaca grelhada acompanhada de umas migas deliciosas. O ponto muito interessante é que para que a carne não ficasse fria, a carne era servida e a restante recolhida para a cozinha.  Assim, a quantidade de carne e de acompanhamentos é à descrição. 

O atendimento foi muito atencioso e a comida estava fantástica. A prestar uma visita.

A dolorosa ficou pelos 15 euros por pessoa, com vinho e sobremesa.



Palitão

Avenida de Espanha lote 7 r/c-e
Castelo Branco
Encerra ao Domingo



Nota: imagem retirada de
http://escape.expresso.sapo.pt/boa-mesa/guia-restaurantes/palitao-25445




segunda-feira, 3 de junho de 2013

Casa da Amendoeira, Lisboa







Foi num desses dias, pouco habituais de sol, que fui à Casa da Amendoeira.

Fui lá num dia de semana ao almoço, no qual convenientemente tirei a tarde (sim, sim, sou funcionaria publica, e acreditem ou não, até faço umas coisas) para poder estar com mais calma e não estar a olhar constantemente para o relógio. Infelizmente, a minha companhia não sofria do mesmo “mal”, o que acabou por tirar um pouco da piada da minha atitude descontraída.

O ambiente da Casa da Amendoeira é muito bom, dá aquela sensação de esplanada em tempo de santos populares.

Primeiro apareceu um tabuleiro de entradas, escolhemos os enchidos, que estavam muito bons! Depois optei, a conselho, pelo prato do dia, polvo com batata a murro. Muito, muito bom! Como todos os que cozinham, ou já tentaram cozinhar polvo sabem, o polvo facilmente corre mal, mas este estava no ponto.

Para sobremesa, um bolo de bolacha, como direi, industrial! Como grande apreciadora de bolo de bolacha, fiquei desgostosa.




Assim, de repente o problema deste restaurante, à parte da sobremesa, é o preço, 20 euros por pessoa ao almoço de dia de semana. Obvio que o facto de termos pedido entradas, vinho e sobremesa não ajudou á causa, mas parece-me restaurante para não ficar abaixo dos 15 euros, mesmo que se seja comedido a pedir.

Por isso, recomendo, boa comida e bom ambiente, mas cuidado com a conta.


Casa da Amendoeira

R. do Gabarete 45- Lisboa
213 010 413
Horário:
Segunda – Almoços | Terça a Sábado – Almoços e Jantares
Encerra aos Domingos



Nota: Fotos retiradas de
https://www.facebook.com/pages/Restaurante-Casa-da-Amendoeira/114147368688633