segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Café do Monte, Graça

    
    
Em 2009, comecei um post sobre miradouros e seus cafés mas, como acontece com alguns livros, nunca cheguei a acabar... nevertheless julgo que foi pelo melhor :-) assim em vez de ter um longo e chato post sobre os milhares de cafés que ficam em miradouros [ou pelo menos perto de], pois isto de viver numa cidade com pantilhões de colinas não pode só ter coisas más (como tudo ficar no cimo de uma rua inclinada...), realmente permite-nos ter vistas panorâmicas para todos os gostos [mais rio, menos rio, mais Lisboa, menos Lisboa, mais Lisnave, menos Lisnave].

Desta vez, as atenções recaíram sobre Miradouro de Nossa Senhora do Monte e sobre um café escondido nas ruas junto a este miradouro, o Café do Monte. Os miradouros são como os filhos, [segundo dizem] gosta-se de todos por igual mas existe sempre algum que se gosta um bocadinho mais. Este miradouro é, para mim, esse tal "filho". Caiu-me no goto, muito porque permite ter uma perspectiva de Lisboa e, especialmente, do Castelo de S. Jorge que me deixa sempre intrigado. Desde que visitei este miradouro deixei de "ver" o castelo como algo incrustado no todo de uma colina para passá-lo a considerá-lo uma ilha :-)




 Para chegar a esta zona de Lisboa temos the easy way, the hard way, the very hard way and the way.

Ou se sobe desde o Chiado até ao Miradouro, fazendo um longo passeio por Lisboa antiga que, apesar de deixar as pernas a ganir no dia a seguir, é um dos meus percursos favoritos [the very hard way]. Ou se sobe desde Sta Apolónia até ao Miradouro, verdadeira prova de endurance mas mais curta [the hard way].

Ou se vai até Sapadores ou, melhor, até ao Largo da Graça ("nº 28 Lisboa" existindo toda uma geração que, apesar de não fazer puto ideia onde ficava o Largo da Graça, se lhes dissessem Moviflor saberia dizer a morada toda direitinha), e o Miradouro fica muito perto e em caminho pouco íngreme [the easy way]. Ou, por fim, podem ir de carro e, com alguma sorte e paciência, encontrar lugar junto ao miradouro ou ao café [the way].

O Café do Monte é difícil de definir. Tem um ar diferente do "normal" café de bairro. Ponto. A cor das paredes e a decoração dão-lhe um ar intimista e, ao mesmo tempo, decadente, mas tudo no bom sentido. Todos dizem que tem algo de café parisiense... bem nunca fui a Paris (não me chamo Luís) mas não estranho esta comparação. O atendimento, por outro lado, não poderia ser mais português. Com calma, muita calma, e muito tu cá tu lá, o que poderá causar alguma estranheza no início mas depois entranha-se.


 

Já ia com alguma fomeca por isso aventurei-me numa tosta mista e um galão. A tosta estava muito boa e original, tendo não só queijo no meio, juntinho ao seu amigo de longa data - o sr. fiambre, como a cobri-la. Depois deste acepipe, ataquei uma bela fatia de cheesecake (minha) e de bolo de chocolate (d'outrem) que estavam muito do bom!

O cheesecake deu origem a um momento gato fedorento..."e o cheesecake é de quê?"....com um ar complacente e falando devagar "então... cheese.....cake, bolo de queijo"... perguntei de novo "então mas é de quê?"....vá vou falar ainda mais devagar "então... de.....queijo"... ok "e a cobertura?"...momento eureka! "hááááá de morango".

Dizem que têm um óptimo brunch mas ainda não tive oportunidade de experimentar. Fica para a próxima visita. No fim, a conta toda ficou perto dos 12€ mas valeu a pena.
 
 
Localização
Rua de São Gens, nº1 (ao Miradouro da Srª do Monte à Graça) 3ª a Dom | 10h30 às 22h30
Tlm 916307653
 
 

Sem comentários: