terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Ó-Chá




 
Desde já tenho uma crítica negativa a fazer: Ó Chá!!!!! que nome mais, como hei-de dizer........ brejeiro, para chamar a uma casa de chá :-) Já tou a imaginar uma ciganita na feira do Relógio a gritar em plenos pulmões: "Ó Chá anda cá!! Se não vens cá, levas uma tareia que não te sentas durante uma semana". Mas, apesar de ter embirrado ligeiramente com o nome da casa de chá, a própria revelou-se ser bem interessante e acolhedora.

A casa de chá fica numa perpendicular da Avenida de Roma (a última antes de chegar à Av. do Brasil), pouco depois da Escola Secundária. O espaço não é grande e está cheio de elementos decorativos de cariz asiático, dando um ar acolhedor e quentinho (especialmente quando chove lá fora). Como disse, o espaço não é muito por isso não é difícil ficar a ouvir as conversas dos outros, mas assim que começarem a falar, depressa se esquecem desse pormenor e são os outros que levam com as vossas conversas :-)


E os comes e bebes? A escolha do chá é extremamente penosa, pois a variedade é tão vasta como o número de pessoas que estavam num metro quadrado no Corte Inglés na altura dos saldos :-) A sininho foi para os chás (bebeu um Poção Mágica) e não se arrependeu, enquanto que eu estava mais numa de frios e bebi um sumo de maçã, canela e gengibre (muito bom!! sabia a tudo o que devia, o que me deixou surpreendido). Os comes foram duas fatias, uma de bolo de frutos secos com cobertura de framboesa e bolo de chocolate. Estavam bons. Vimos passar scones e queques gigantes que nos pareceram muito promissores (para uma próxima visita, quem sabe...).

A desgraça final foi de 6 € pp o que para o que foi ingerido não é muito mau.

Que mais posso dizer, a não ser, nada como ver passar a chuva e o frio na rua (e o que não falta nesta casa de chá são janelas) com uma chávena de chá na mão e um amigo com quem ter uma boa conversa ;-) Aconselho a uma visita.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Ao fim de algum tempo (melhor dizendo anos...) é com prazer que redescobri este espaço bem agradável no coração de Alvalade, mesmo ali ao lado do Santo António, agora sem a sombra e sumo das laranjeiras.

O espaço manteve a sua traça e carisma, com uma selecção de chás muito boa, servida em bules e chávenas bem catitas. A comida continua a ser do melhor (pelo menos no que diz respeito a docinhos.... o meu ponto fraco :-), pelo menos o bolo de chocolate, bolo de cenoura com cobertura de chocolate e o pão de especiarias quentinho com material para barrar estavam excelentes. Tudo do melhor para acompanhar uma tarde de amena cavaqueira e palhaçada (desta vez ordeira :-). Há os sconnes, que me pareciam queques, são igualmente óptimos para acompanhar com os excelentes chás :-)


Bolo de chocolate
Pão de especiarias com manteiga e compotas


Sconnes queques
 
Localização
Rua Luís Augusto Palmeirim 18 - Lisboa
1700-275 Lisboa (São João de Brito)

Horário: De 2ª a Sábado das 12h00 às 23h
Encerramento: Domingos
  

2 comentários:

Anónimo disse...

Passei por lá ontem pela primeira vez...os chás são muito bons eu experimentei "Tradição Indiana" e adorei o aroma e paladar humm...os scones bons e uma geleia de pessego com especiarias divinal. o horario esta mais alargado...o chá e as tostas que vi passar com pão de especiarias, é motivo para la voltar;)

Anónimo disse...

Os scones não são scones, nem queques, são uma massa que esfarela e que é cozida em formas de queques. Vêm frios para a mesa o que não os torna muito apeteciveis. A decoração é acolhedora, já o atendimento podia ser mais agradável.