sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Pão Doce

Há muito que este post deveria ter sido escrito, quiçá poderia ter sido o primeiro deste blog, porque há muito tempo que eu e o Sebastião (e mais recentemente a Joana) somos fãs, frequentadores assíduos e amantes deste templo (ou antro de pecado, escolham) lisboeta.

O Pão doce é uma padaria, não tem sítio para sentar e apenas um pequeno balcão onde podemos comer, o que dependendo da hora nem é aconselhável, pois aquilo fica mais cheio do que um ovo. Por isso aconselho sempre a levar para casa, ou se quiserem, fazer um piquenique na Gulbenkian que fica ali ao lado.

Mas porquê tanto entusiasmo com uma padaria? Nem sei muito bem por onde começar... O pão é muito bom, há o pão tigre (ligeiramente doce), o pão da avó, a mistura escura, a mistura clara, o pão alemão, e um sem número de pães que por ali existem, mas quanto mais tarde chegarem menos variedade existe. E se forem às 8h da manhã, um pão da avó quentinho com manteiga, hummm.

Passando para os salgados existe uma bola deliciosa (e olhem que eu já comi muita bola de Lamego e esta não lhe fica atrás), as merendinhas com queijo a sair para fora e de um tamanho tão simpático, que quase dá para uma refeição, e as fatias de pizza que dão uma refeição muito boa.

Termino com os doces, esta vai ser difícil, acho que no top da lista ficam as bolas de Berlim, que podem vir em diferentes tamanhos e formas (uma das bolas tem forma de cachorro quente), e volto à mesma, e ser for às 8h quando elas acabaram de sair do forno, não existem palavras para descrever. Seguem-se os croissant de chocolate ou de doce de ovos, os folhados de gila ou de amêndoa, os pasteis de feijão, os bolos à fatia, e poderia ficar aqui o resto do dia a enumerar coisas deliciosas que ali se vendem.

Ah, e ía-me esquecendo dos queques gigantes de noz e os bolos de maçã. Os queques até podem ser gigantes e até pode parecer que vai levar dias a comer aquilo tudo, mas acreditem que se começarem, só conseguem acabar quando já não houver mais, podem-se sentir cheios, mas tão satisfeitos. O bolo de maçã é húmido, suave, delicioso, e uma óptima opção para ter em casa quando se serve um chá ou como sobremesa num jantar.

Acho que ao fim desta descrição, nada mais me resta do que me levantar e ir até lá.

Pão Doce
Av. Duque Ávila 56 - D (junto à Av. 5 de Outubro)
Tel: 213141068
Horário: 8h-20h Ter a Dom.
_____________________________________________________________________

Não que eu seja especialmente fã do Malato....... mas já fui tão feliz no Pão doce! Quase todos os fins-de-semana estava lá batido, a deliciar-me com o pão com manteiga quentinho e as bolas de berlim acabadas de fazer. Dos pecados presentes no Pão doce, só faltou referir um outro de que gosto muito: os sconnes. No entanto, não aconselho a visita a esta padaria pois correm o risco de ficar viciados (como eu já fui) ou ficarem cheios de saudades (como eu estou agora) porque já não conseguem (podem) visitar com tanta frequência.
Ahhhh, as pessoas que atendem nem sempre primam pela simpatia mas deêm um desconto, pois estar à frente de toda aquela comida e não lhe poder tocar afecta qualquer um ;-)

Sebastião

1 comentário:

ana casimiro disse...

Tao bom sao os produtos como tambem os patroes e colegas :) trabalhei la e digo de coraçao que tudo de la é bom :) parabens e continuem assim.bj