Bota Feijão, Olivais


Há já algum tempo que ando a chatear o Sebastião, e também a Joana, para irmos ao Bota Feijão. Isto porque um dia li na Time Out uma crítica a este restaurante que me deixou muito, mas mesmo muito, curiosa em visitar tal estabelecimento. Aqui vos deixo algumas citações que me despertaram o interesse:

"anti-El Bulli"

"Tive um amigo que a última vez que foi avistado foi enquanto procurava o Bota Feijão, nas backstreets de Moscavide."

"O local parece mais apropriado a apanhar uma doença venérea de um maquinista da CP do que para comer uma bela refeição"

"Se não gosta de leitão, esqueça. Há, numa gaveta, uma lista. Mas é só para enganar (ou para encomendas). Sobremesas, há muitas e boas."


E, ao fim de algum tempo, lá os convenci a irmos almoçar ao Bota Feijão, sim porque o restaurante não abre para jantares, só por marcação.

Começando pelo início, quem conhecer minimamente Moscavide ou se der ao trabalho de ver o mapa antes de ir para o restaurante, rapidamente se apercebe que ninguém se perde para lá chegar, basta apanhar a Estrada de Moscavide, seguir em frente, e já está. Sair é ainda mais fácil, pois a rua vai desembocar junto à estação do Oriente.

É muito fácil perceber onde é o restaurante, é só seguir o bando de gravatas que se dirigem para uma casa de um só piso, avermelhada, e com o nome do restaurante escrito de forma esbatida e muito discreta (deve ser para a ASAE não descobrir a localização, sim porque se ela descobre...).

A entrada é como o prometido, uma tasca, onde um dos empregados se encontra a receber os clientes com o livro das marcações (sim, é melhor marcar antes de ir). O restaurante tem 2 salas, ambas muito pequenas e com muito mais mesas do que eu pensaria que pudessem lá caber. A nós, felizmente, calhou-nos um lugar na esplanada, que apesar de ter também mais mesas do que o recomendável, é mais arejado e tem vista para a linha dos comboios. A linha mais próxima deve ficar a 5 metros do restaurante, o que permite ver os comboios passar, e sentir a trepidação, enquanto comemos. Ah! Ia-me esquecendo, para chegar à esplanada é necessário passar por uma sala/cozinha onde são partidos os leitões.

Continuando no assunto dos leitões, pois aquilo que aqui se come são leitões. Eu não me lembro de ter-mos pedido nada para além das bebidas, sentámo-nos e pouco tempo depois apareceu uma travessa com leitão, e depois as batatas e salada. O serviço é muito rápido, até porque devem estar habituados a clientes que têm apenas uma hora para almoçar, por isso todo o serviço é realizado com muita ligeireza. A única coisa que pedimos foi a conta, tudo o resto ou apareceu na mesa ou vieram-nos perguntar o que queríamos.

Em relação à comida, o leitão estava bom, não ficava atrás do da Mealhada, e as batatas fritas ainda estavam melhor, cortadas às rodelas e estaladiças, hummmm… Em relação às sobremesas fomos avisados que já não havia muita variedade, pois na sexta-feira seguinte o restaurante fechava um mês para férias, mas comemos encharcada de pão e mousse de manga, que estavam boas.

Após os cafés veio a dolorosa, e foi um pouco, é verdade que estamos num restaurante de leitão e isso normalmente dá cabo da conta, mas estava à espera que fosse um pouco mais simpática, 17 euros por pessoa sem vinho. Ai! Doeu um pouco, e pareceu-me um pouco caro para um restaurante de almoço de dia de trabalho, e com tão poucas comodidades.

Bota Feijão
Rua Conselheiro Lopo Vaz, 5 (Moscavide)
Tel: 21 853 2489
Aberto: 10h-15h (Segunda a Sexta)

Para quem tiver curiosidade de ler o comentário deste restaurante realizado pela Time Out, mas tem preguiça de o ir procurar, é só clicar Bota Feijão.

Comentários

A qualidade do leitão no Bota Feijão era boa mas continuo a achar que o leitão da Mealhada é realmente o melhor. Aqui, após vários anos de experiências, fidelizámo-nos na Churrascaria Rocha, onde há garantia de um leitão muito bem assado e de pele estaladiça e crocante! Não vou lá há dois anos, por isso não faço um post sobre isso, mas familiares passaram por lá há menos tempo e garantem a continuação da boa qualidade. Este restaurante fica na estrada que liga a Mealhada ao Luso. Recomendo vivamente!

Joana, come a papa
José Costa disse…
Para quem gosta de Leitão pode comer na Quinta do Conde no Manjar do Norte, é muito bom mesmo
Poison disse…
O Bota Feijão não em Moscavide mas sim nos Olivais em Lisboa embora fique ao fundo da estrada de Moscavide também esta dentro da freguesia de Stª.Maria dos Olivais - Lisboa. Não é, de facto, muito importante... mas é assim.

Mensagens populares deste blogue

Mundet Factory, Seixal

Pastelices, Seixal