Storik

Depois de um dia atarefado, após alguma discussão sobre qual restaurante experimentar, e antes de eu bater com o nariz na porta do Indie (quem é que acha que consegue bilhete para a abertura do Indie 15 minutos antes? só mesmo eu) fomos ao Storik. 

Desde a primeira vez que ouvi falar do Storik que o queria experimentar. A permissa parecia-me interessante, pizzas que não são pizzas, são flammes, mas em tudo semelhante a pizzas. O que é sempre um bom argumento a utilizar com o Sebastião quando ele diz: "italiano, outra vez?" (com um ar de seca). Não é italiano e não são pizzas, é francês (região da Alsácia) e são flammes.

E então flammes são exactamente o quê?

Em bom português, pizzas com massa ainda mais fina do que as pizzas com massa fina. O que é bom para quem está preocupado com o consumo de hidratos de carbono, pelo menos na massa não ingerem muitos. Provamos duas flammes, uma tex-mex e outra de frango. Estavam muito boas, apesar de a minha não ter picante, o que ficou a faltar, principalmente porque se chama tex-mex. Um pormenor, para a mesa vem uma tábua de madeira com metade de cada flamme. O objectivo do restaurante é que a flamme não arrefeça, por nós pareceu-nos boa ideia pois permite a partilha com menor dificuldade.
Para sobremesa, depois de vermos uma flamme que se chamava Black and White, não houve hipótese para nenhuma das outras possibilidades, que até pareciam promissoras. Esta flamme, que tem por base queijo mascarpone, é barrada com chocolate preto e salpicada com pedaços de chocolate branco.
No final, 12 euros por pessoa, mas nós também não nos alargamos muito, além das flammes só consumimos uma água.
Gostei da decoração em tons de madeira e terra, e da ideia de existirem várias salas, uma para fumadores, outra para não fumadores, e ainda um espaço lounge. O restaurante tem muitos recantos e em vários pisos. A comida é boa e recomenda-se, e o atendimento solícito q.b. Dito isto, tenho a acrescentar que não fiquei maravilhada, não encontrei nada que me surpreendesse. Se me importo de lá voltar, não. Mas, também se não o fizer, não me faz diferença.


Storik
Rua do Alecrim 30 B/C - Lisboa
216040375
Dom-Qua,12:00 às 24:00 - Qui-Sab, 12:00 às 03:00

Comentários

Anónimo disse…
Comi flammes em França e não desgostei. Tenho de ir ao Storik, parece-me uma boa forma de matar saudades (e o restaurante parece giro!)

Mensagens populares deste blogue

Mundet Factory, Seixal

Pastelices, Seixal

Alô! Alô!