segunda-feira, 10 de maio de 2010

À Parte, Saldanha



à parte de que irmos ao À Parte não estava nos nossos planos (na verdade estávamos longe de pensar que acabaríamos a jantar na zona do Saldanha) julgo poder afirmar, com a mais profunda das convicções, de que foi mais um daqueles casos em que sem planos e reservas se consegue great things :-)

à parte de que o prelúdio deste jantar não ter sido dos mais auspiciosos (foi cometido um suicídio económico logo no início da tarde), deambular pelo Chiado a ver lojas, e a concluir que os cupcakes foram inventados apenas para fazer cáries, diabéticos e novos ricos (vendedores), fez levantar a moral. Quando chegou a altura de decidir onde jantar, chegámos ao impasse do costume mas, depois de alguma discussão, decidimos tentar um restaurante que fica relativamente perto do Chiado.

à parte de que o nosso alvo inicial (Fenícios) estar a abarrotar de gente e nos terem dito claramente de que não havia possibilidade de mesa sem reserva, conseguimos delinear um plano B e C com relativa facilidade..... o que para a coligação Sebastião/sininho nem sempre é fácil.... E melhor, todo o trajecto entre Chiado, Fenícios (Conde Redondo) e À Parte foi feita a pé, sem grandes queixumes por parte da sininho (andar "muito" a pé + sininho = drama, horror, tragédia).

à parte de que quando chegámos à porta do À Parte este estar a abarrotar, e termos temido que mais uma vez íamos levar com um "não temos mesa deviam reservar", tudo correu pelo melhor. Tinham mesa na esplanada que nós prontamente aceitámos - não estava muito frio e, como o sr que nos atendeu nos tentou dizer num brasileiro difícil de entender, esta está protegida.

à parte de estar a abarrotar de gente, o que dificultou a parte de absorver os sorroundings, o restaurante é deveras curioso. O restaurante foi continuado para dentro da casa que existia por detrás do espaço comercial. As divisões da casa foram preservadas, podendo jantar-se no que eram os quartos, cozinha, sala de jantar e pátio. Se repararem, no início do longo e estreito corredor que dá acesso às divisões da casa/restaurante, está a porta de entrada no apartamento :-) Cada sala parece um novo restaurante com uma decoração diferente, variando de salas escuras e minimalistas a salas totalmente brancas e acolhedoras. Gostei especialmente da cozinha....

à parte de parecer estarmos a meter intrometer no espaço privado de alguém, não conseguimos resistir a meter o bedelho  em algumas das diferentes salas. Neste restaurante (mediante reserva :-) é possível ter uma divisão só para nós, o que garante privacidade e espaço para toda a algazarra que se quiser sem chatear vivalma :-)



à parte de temermos que fossemos levar com fumo, e respectivos fumadores, a refeição toda (felizmente tal não aconteceu), rapidamente foi-nos dada a ementa e como já estávamos com alguma larica, a escolha não foi muito demorada: risotto de caril com gambas e alheira de caça. Se a alheira estava boa, o risotto estava excelente! E se se considerar que o aspecto dos pratos é um bom indicador da sua qualidade, então pelo que vi passar este restaurante tem mais para descobrir.

à parte de que a mesinha de jardim que nos serviu de mesa de jantar ser desproporcionalmente pequena e baixa, tudo o resto estava muito bom (comida, atendimento, ambiente, decoração), fazendo com que a vontade de voltar seja grande. Mais ainda como não tivemos estômago para sobremesa, temos de resolver esta grave lacuna. A conta foi simpática, cerca de 14€ (dizem que a caipirinha estava muito boa).

à parte de ter começado todos os parágrafos com à parte porque o restaurante se chama à parte, o espaço está muito bem conseguido e original, a comida muito boa e com grande potencial para jantares de grupo.

Onde fica
Avenida Defensores de Chaves 14 C1000-117 Lisboa
São Jorge de Arroios
Telef. 213543068
Encerramento: Domingos
Horário: 2ª a 6ª - 09:00 às 24:00. Sábado - 12:00 às 15:30 e das 19:00 às 24:00

1 comentário:

Sebastião, come tudo disse...

Entretanto testámos a teoria de que era um restaurante adequado para grupos... E a teoria foi validada com sucesso :-) Conseguimos ficar na cozinha (ligeiramente empilhados mas com espaço suficiente para mexer os bracinhos). Em relação à comida, houve quem gostasse mt, médio ou quase nada (eu continuo a gostar :-). As sobremesas não eram más mas podiam ser melhores....