quarta-feira, 15 de junho de 2011

Jardim do Torel, Campo Santana

   
   
Nos dias que correm, para cada dia em que se sente que o Verão está quase, quase a chegar, existem outros em que sentimos que ainda vai demorar para que o alcatrão fumegue, os corpos se virem como sardinhas em brasa nas praias da linha e os gritos a vender bolas de berlim (sempre quentes) ou gelados semi-derretidos ("é pró menino, é prá menina") passem a fazer parte do dia a dia de muita gente. Existem ainda outros dias em que pensamos que o mundo vai acabar debaixo de uma pedra de granizo :-)

Mas quer em dias solarengos quer em dias mais farruscos, uma esplanada pode tornar-se o local certo para nos desfazer-mos dos despojos do dia ou da semana e ganhar novo fôlego para os dias que se seguem.

 
A descoberta do Jardim do Torel não foi propositada mas desde então tenho espalhado a sua existência e a toda a gente aconselho uma visita. Este jardim fica junto ao Campo Mártires da Pátria ou Campo Santana, onde o estacionamento à superfície requer alguma sorte ou engenho (podem sempre fazer uso do parque subterrâneo) mas se forem utilizadores dos transportes públicos e das vossas pernas conseguem chegar pelo elevador do Lavra, autocarrro ou a pé com relativa facilidade. No Campo Santana, não deixem de ver o monumento estranhamente arrepiante dedicado ao Dr Sousa Martins (só vos digo que envolve lápides....).

Olhando de frente para o edifício da Faculdade de Medicina, o Jardim do Torel fica no fim de uma rua estreita para o lado direito deste edifício, por detrás do que um dia foi o Instituto Câmara Pestana.


A entrada do jardim não podia ser mais imponente e enganadora... Faz parecer que o jardim é pequeno quando na verdade é relativamente grande e tem uma vista fantástica sobre Lisboa. Para além de relva e bancos de jardim, foi no Torel que vi pela primeira (e única) vez bancos para uma pessoa, com apoio para as pernas e virados para o sol. Fantástico!





Descendo uma escadaria ao fundo do Jardim, vamos dar a um terraço onde nos deparamos com uma fonte imponente e uma convidativa esplanada. Não peçam muita diversidade no menu desta esplanada pois não é o objectivo, ela está aqui para matar a sede e, eventualmente, saciar alguma fomeca que possa existir com sandes, tostas e afins, enquanto apreciamos a vista proporcionada pelo terraço. Esta esplanada tem como único senão, escassez de chapéus de sol :-)

Bons passeios!


Mais sobre o Jardim do Torel: Link1 | Link2 | Link3
Video do Youtube: video
(é verdade... fiquei muito surpreendido com a descoberta)

Horário: Aberto todos os dias das 7 às 19 horas

Onde: Rua Júlio de Andrade, 1150-206 Lisboa


 

Sem comentários: