Taberna Tosca, Cais do Sodré

   
  
  


A minha moleskine tem uns quantos post it's onde vou escrevinhando (nem sempre de forma legível :-) locais com eventual interesse em visitar. A Taberna Tosca já figurava num desses post it a algum tempo, isto porque a partir do momento em que percebi onde ficava o restaurante, fui sempre adiando uma visita. Mas quis a providência que uma das minhas rotas migratórias frequente passasse a ser o eixo Cais do Sodré/Chiado, o que me deu oportunidade de partir à descoberta da Praça de S. Paulo e, consequentemente, da Taberna Tosca. E, para minha surpresa, o restaurante tinha óptimo aspecto e a Praça um ar engraçado (para ser sincero, muito melhor do que o esperado).

A praça pombalina de S. Paulo tem tudo para ser num local cheio de lojas, restaurantes e cafés com óptimas esplanadas cheias de pessoas de cá e de lá, como acontece no Largo do Carmo ou Praça da Flores, mas infelizmente a zona do Cais do Sodré ainda não conseguiu atrair para si a atenção da Câmara (apesar de tão perto que está da Praça do Município :-) de forma a passar de local com ruas e pessoas de aspecto duvidoso para local com ambiente mais friendly e dinâmico. Por isso, antes de mais, parabéns pela coragem em abrir um restaurante nesta zona da cidade.
 
A Taberna Tosca é um espaço informal e descontraído, onde o intuito parece ser sentar, petiscar e conviver, trazendo assim para o mundo moderno o espírito das tascas e tabernas de outros tempos. O aspecto vintage é conseguido através dos armários espelhados com portas de vidro (que parecem os originais...), as paredes em pedra, o chão em mármore, os arcos e tecto em abóbada. Os elementos contemporâneos passam pelas mesas e cadeiras de design moderno e, em especial, pela ilustração da transformação da água em vinho que cobre toda a parede por detrás do balcão.

A ementa conta diversos petiscos que vão desde prato confeccionados (choco frito, pataniscas...) até enchidos (farinheira, morcela, alheira...), fumados (presunto, paio...) e queijos. Para os apreciadores e conhecedores, a Taberna parece ter uma variedade de vinhos bastante salutar.





Assim que nos sentámos, foi-nos dada a ementa e explicada a dinâmica do espaço. O atendimento foi do mais simpático e solícito possível durante toda a refeição.
De entre os vários petiscos disponíveis, escolhemos quatro: ovos com farinheira, arroz de feijão malandrinho, pataniscas de bacalhau e toscas, mas enquanto esperávamos foi-nos colocado um cesto com fatias de pão de diferentes nações e dois tipos de azeite para "molhar" o pão.

Não sei se perdi a noção do tempo com a conversa, mas quando dei por isso começaram a chegar petiscos à mesa. E estavam todos óptimos! Especialmente os ovos com farinheira! Apenas as toscas (espécie de mini french toast recheada com atum e cebola), que não estavam más devo voltar a dizer, não cativaram o nosso palato... muito adocicadas talvez...

As sobremesas não são o forte da casa... mas também que taberna tem doces? é suposto beber-se uns copos e petiscar comida que "puxe" a bebida... doces é coisa de mulheres e pastelarias :-) 

Depois de confirmar-mos que realmente o espírito da Taberna é sentar e ir dando uma dentada entre dois dedos de conversa, não sentindo qualquer pressão para terminar a refeição e vagar a mesa, pedimos a conta. A brincadeira ficou por 14€pp, o que me pareceu justo para o que se comeu e bebeu. Gostei do sítio, talvez porque não tinha grandes expectativas fiquei muito satisfeito.


Info
Praça de São Paulo 21, Cais do Sodré
1200-425 Lisboa
Seg-Qui 12.00-00.00 | Sex 12.00-02.00 | Sáb 15.00-02.00
Tlf. 218034563

Facebook





Comentários

Mensagens populares deste blogue

Mundet Factory, Seixal

Pastelices, Seixal

Alô! Alô!