Museu do Azulejo, Lisboa

   




Foi preciso a colega que passava a vida a falar-me da cafetaria do Museu do Azulejo partir desta para melhor, ou seja reformar-se, para finalmente me decidir a desencaminhar alguém para lá ir almoçar. A velhota fartava-se de dizer que era muito agradável e que não se comia mal (apesar de na maioria das vezes só lá ir beber café...) mas nunca me deu para lá ir... quando muito insistem parece que, por vezes, tem o efeito oposto ao pretendido...


Então, numa sexta-feira perfeitamente anónima, sem ninguém esperar (nem eu próprio!) atirei o barro à parede ou, neste caso, à Joana :-) E como o barro era dos bons, pegou e lá fomos a todo o vapor.




O Museu do Azulejo fica lá nos confins do mundo, mais concretamente na rua de Madre Deus, perto do Lidl de Xabregas e do Convento do Beato. Apesar de uma localização um pouco fora de mão, o estacionamento não foi difícil, na verdade havia vários lugares mesmo junto ao Museu, mas em caso de necessidade é só estacionar no Lidl e andar meia dúzia de metros.

O Restaurante/Cafetaria do Museu do Azulejo ou MNAz tem uma sala interior, decorada com azulejos oitocentistas provenientes de uma antiga cozinha palaciana, com vista para o jardim de Inverno do Museu, onde fica uma esplanada. O jardim é simples, com plantas ao longo do seu perímetro, um pequeno lago ao centro e (felizmente) uma espécie de "telheiro" que deixa entrar a luminosidade mas faz sombra (assim não derretemos enquanto comemos). Nós ficámos numa mesa na esplanada e parecia que estávamos noutro mundo, sem stresses nem barulhos, só paz e descontracção. Realmente este é um local óptimo para fazer uma refeição com descontracção.

    
 
 
A ementa não é muito variada, um prato de peixe e outro de carne, mas existem sempre quiches, crepes e saladas caso nenhum dos pratos do dia agrade. Nós escolhemos coelho à caçador, pois a nenhum de nós apeteceu perca assada, e estava óptimo e em quantidade mais que boa! 

Para sobremesa, dividimos uma tarte de maçã mesmo ao gosto da Joana.... maçã reineta do princípio ao fim!! Estava óptima, com todo o preceito de não ser industrial, mas um bocadinho de açúcar não lhe teria feito nada mal... e com bolo de chocolate na montra... bem fica para a próxima! Pagámos 11€ pp, o que não é baratuxo mas também não é uma calamidade, e mereceu nem que seja pelo momento de paz no fim de uma semana atribulada.

O atendimento é do mais poliglota possível (mais facilmente vos perguntam em inglês que em português) para além de simpático mas não esperem celeridade, em concordância com o espírito pacífico do local tudo é feito com muita calma. Por isso local óptimo para almoçar ou lanchar se tiverem tempo, senão começam a stressar e lá se perde o efeito do local.
 
Info
Terça-feira a Domingo | 10 h às 18 h
Rua da Madre de Deus, nº4, Lisboa
Link

Comentários

sininho disse…
Nota: o sebastião e a joana foram almoçar e deixaram a pobre da sininho a trabalhar arduamente, há que resalvar este facto.
Anónimo disse…
gosto muito deste site, mas esta com aviso de malware no google.
verifiquem.

Mensagens populares deste blogue

Mundet Factory, Seixal

Pastelices, Seixal

Alô! Alô!