Chico Elias, Tomar

 
  
Para aproveitar ao máximo o passeio por esta zona, decidimos visitar, na manhã de Domingo, o Convento de Cristo, em Tomar (aproveitar enquanto era grátis aos Domingos de manhã...), seguido de almoço na zona. Novamente após pesquisa fiquei com um nome: Chico Elias. Se pesquisarem "restaurantes" e "Tomar", este nome aparece incontáveis vezes e sempre com boas apreciações. E nós decidimos não contrariar...

Tal como a Cascata não ficava bem em Abrantes, este também não fica bem em Tomar...fica em Algarvias, uma localidade logo à saída de Tomar. Não houve grande problema porque o acesso de Tomar ao convento está em obras e portanto fizémos um desvio que passava exactamente por....Algarvias! e vimos logo o "Chico" na ida para o convento!

Aqui está ele, o belo Convento de Cristo!

Lá demos a nossa volta pelo convento, mostrei tudo ao P., a famosa janela, e toca de voar para o restaurante que já eram 13h e nestes sítios nunca se sabe...

Chegamos ao restaurante, tocámos à campainha, e vem uma senhora com ar simpático que pergunta logo se temos reserva (mau, mau, pensei, isto não começa bem...). Lá disse que não tínhamos e ela respondeu "é q nós só trabalhamos com reservas..." (logo agora que já me cheirava a comida boa...) "mas eu vou ver o q se pode arranjar" (ah bom, vá lá, vá lá, que nós estamos cheios de fome...). Quando volta, diz-nos que só tinha dois pratos disponíveis. Não me perguntem qual era o outro...eu fixei-me em cabrito assado no forno de lenha, com batatinhas e grelos de acompanhamento! E lá fomos encaminhados para a sala, sentar, e tal e tal...

Entretanto, lá nos fomos apercebendo do quentinho da sala (estava um dia cinzento e gelado), da hiper-mega decoração de Natal e da quantidade enorme de molduras com referências da imprensa ao restaurante ("estamos mesmo no sítio certo", pensei...).




A senhora lá foi trazendo o pão e perguntando as bebidas, e a sopa da S., e depois pergunta se queremos uma morcelazinha mesmo acabada de assar...venha ela... entretanto o B. diz-me baixinho: então e euros?! nós ainda não sabemos nada sobre isso, certo?!... (porque isto foi tudo feito sem ver a ementa, os preços... uma maluqueira!) Olhem, dias não são dias, não há-de ser nada!

E vou-vos deixar com as fotos...não farão certamente jus ao que nós comemos! Os temperos, os cheiros, a qualidade, a quantidade...tudo, tudo muito bom! A D. Maria do Céu é verdadeiramente uma cozinheira de "mão cheia" e merece todos os elogios!





Depois de enfardarmos isto tudo (sim, porque a partir de uma certa quantidade de comida já se aplica este verbo) ainda tivémos de provar um leite-creme (quem é que calava o miúdo, se não houvesse doce..), que como seria de esperar, estava óptimo!
Que mais dizer?! Não sei! Será que uma hora de almoço dá para ir a Tomar?! É que eu ía já...
Pequeno pormenor já no encerramento do almoço: só têm café de saco...mas, pronto, tendo em conta tudo o que ficou para trás, estão perdoados!

Outro pormenor a ter em conta, e este muito importante, e que poderia ter estragado isto tudo: lembram-se da minha conversa no início com a senhora? Então é assim: eles trabalham só com reservas; telefona-se, são ditos os pratos disponíveis para o dia pretendido e faz-se a reserva. Aparecer assim como nós pode não correr bem! Eu suspeito que deve haver sempre alguma comida para os incautos, que aparecem sem reserva, mas nunca se sabe! Por isso, conselho número 1: reservar! Até porque só assim poderão provar uma das especialidades muito faladas : coelho cozido na abóbora. Nós vimos passar um para uma mesa, e tadito, lá ia ele com as patas de fora e focinho mergulhado dentro da abóbora! Deve ser bom! :)) Também podem marcar refeições para grupos.

E no final, a nossa grande incógnita durante toda a refeição, ou seja, a conta. Não foi grave, foi perfeitamente adequado, e não foi necessário ficar a lavar os pratos...pagámos 54 euros. Só vos digo que foi o dinheiro que melhor me soube gastar em restaurantes...recomendo vivamente!

Localização:
Rua Principal, 70
Algarvias 2300-302 Tomar
Encerra: 3.ª feira e Domingo (jantar)
Tel. 249 311 067
Reserva obrigatória!

  

Comentários

Anónimo disse…
A minha incursão no Chico Elias foi combinada na véspera ,como é requerido( quando vou a um restaurante que não conheço e devido algumas experiências infelizes que já tive, preparo sempre a experiência), e foram escolhidos um pato no forno com migas e um bacalhau assado no forno com carne de porco, antecedidos de, uma a feijoada de caracois, eram pratos muito elaborados em que os diversos ingredientes estavam dispostos em camadas alternadas.Foi uma excelente experiência gastronómica e embora na altura não achado preço excessivo( 5 ou 6 anos atrás) achei as doses enormes, a ponto de levar o restante para casa.
Sobre o Almorol comentado anteriormente e que visito com alguma frequência quero apenas salientar que na época tem uma excelente Lampreia e sável,aliás nessa zona existem outras casas de bem comer .Parabéns pelo vosso blog e bom apetite.Aníbal Matos

Mensagens populares deste blogue

Mundet Factory, Seixal

Pastelices, Seixal