terça-feira, 21 de agosto de 2012

The Decadente

 

  
 


Aqui está um restaurante difícil. Difícil quanto ao nome, já lhe chamei Le Decadente, The Decandent e, o nome mais popular, The Descendants, em honra ou porque baralhava o nome do restaurante com o nome do filme, por isso para mim o restaurante vai ficar sempre ligado ao filme. Difícil também porque estava a tentar ir lá há pelo menos um ano mas aconteceu de tudo, chegámos várias vezes e não havia mesa, cheguei a reservar e há última hora aconteceu um imprevisto e não pude ir, sei lá! a ida ao The Decadente parecia embruxada. 


Mas, depois de tantas tentativas falhadas, lá se alinharam os planetas e consegui ir. Para início de conversa fomos informados que o restaurante tem dois turnos de clientes e, por isso, tínhamos de nos despachar até às 22h, vite, vite. Assim, logo de chofre e para abrir o apetite.

Escolhemos, ou melhor escolhi, ficar na esplanada, a sala é muito acolhedora e simpática, mas achei que na rua não haveria tanto barulho e seria mais calmo, esqueci-me foi do pequeno pormenor que são as melgas.

Como entrada pedimos morcela assada.
  


Os pratos escolhidos foram arroz à portuguesa, ou seja,  arroz com camarões e peixe, sendo que os camarões eram tantos que me entretive a contá-los: 3, sim 3 camarões. Eu sei que estamos em crise mas também não é preciso exagerar, é que os pratos não são baratos. O outro prato foram costeletas que, segundo me informaram, estavam muito boas, mas eu, que provei um pouco, não achei nada de especial.

A acompanhar 2 copos de vinho branco, a carta não é muito extensa mas o suficiente para dois grandes especialistas em... coca-cola. 

Finalmente, para sobremesa, seguimos a recomendação da senhora que nos atendeu, que por sinal era muito simpática, e quase apagou a má impressão que tínhamos dela por ter atendido muito antes os "camones" que estavam ao nosso lado deixando-nos à seca, e por minha insistência provamos os creme de arroz doce, que é servido num flute, e nada de especial.
    
  
    

O preço ficou por 22 por pessoa.

Confesso que não achei nada de especial, a comida estava boa, mas não fiquei maravilhada. Continuo sem gostar desta mania dos turnos de clientes. Quando vou jantar fora, quero estar descansada, se demorar mais meia-hora temos pena, não quero o pessoal do restaurante a atirar-me olhares mortíferos porque me avisaram que tinha de me pôr na alheta até às 22h. Really!?!

 


E para digerir o jantar (e pessoalmente a conta): fomos ver os aviões, não, não os barcos.





The Decadente
Rua de São Pedro de Alcântara 81- Lisboa
Tel: 213461381
www.theindependente.pt

  

Sem comentários: