O Bolo da Marta, Lx Factory



Admito que Marta, Marta só mesmo aquela que atende o telefone sempre que se liga para uma determinada seguradora. Até que num fatídico almoço de trabalho, a sininho e a Joana desatam a falar dos bolos da Marta, de como têm um aspecto fantástico, de como dá vontade de atacar o ecrã, etc.... Obviamente que fiquei intrigado e com vontade de comer os bolos da Marta. Demorou apenas uma semana até ser arrastado amigavelmente pela sininho até à LX Factory para então provar os tais bolos.


Desde já admito, porque hoje estou num dia de admissões, que não sou grande fã da Lx Factory na sua forma física mas não deixo de pensar que o conceito está bem pensado e que esteticamente algumas lojas estão muito engraçadas (eu sei, não faz sentido mas é assim). O bolo da Marta fica no piso superior da Livraria Ler Devagar, enfiado dentro da enorme máquina rotativa, verdadeiro gigante adormecido, dos tempos em que aqui funcionava uma tipografia, e que ocupa um espaço de destaque dentro da livraria.

Existem mesas à volta da máquina, onde se pode sentar e comer os bolos da Marta. No entanto, se forem em dia de enchente preparem-se para estar na fila, para desesperarem por uma mesa [a malta abanca e permanece mesmo depois de já ter acabado... o que é muitíssimo legítimo especialmente se formos nós os abancados, senão toca de atirar olhares lancinantes para ver se alguém cede ou morre fulminado, tanto faz :-)] e para levarem com alguns encontrões de pessoas, little people ou acessórios [malas, etc...] caso tenham o azar de ficar nas mesas junto ao corredor. Em dias calmos, a coisa deve ser mais simpática.


E os bolos? Pois realmente as fotos correspondem ao que nos é apresentado na vitrina. A escolha foi fácil pois só tínhamos duas hipóteses: morangos com nutella ou frutos silvestres. Venha uma de cada para a mesa encostada ao balcão sff! E vieram sim senhor. Gostei mas admito (eu avisei), e aqui a opinião é unânime, que os bolos são muito doces, mesmo muito doces, devido à conjunção entre a massa de suspiro (bué doce) com a cobertura como nutella (doce). São tão doces que senti cáries a serem criadas em vários dos meus dentes :-) No entanto, volto a lembrar que gostei e pretendo lá voltar (num dia de semana) para provar outros bolos (o com merengue ficou-me na retina) e confirmar que o meu pâncreas consegue produzir insulina suficiente para dar cabo de tanto açúcar.



O Bolo da Marta
Rua Rodrigues Faria, 103, Alcântara 1300-501 Lisboa
LXFactory - 1º andar Livraria Ler Devagar
91 892 96 54
obolodamarta@hotmail.com

Livraria Ler Devagar
Horário
3ª a 5ª | 12h-24h
6ª e Sáb | 12h-2h
Domingo | 11h-22h




Comentários

Mensagens populares deste blogue

Mundet Factory, Seixal

Pastelices, Seixal

Alô! Alô!