Chalé da Torre, Torre, Serra da Estrela




Se calhar ter um  restaurante no cimo da Serra da Estrela implica custos acrescidos como por exemplo ter um restaurante na ilha de Porto Santo! É verdade! Alguém tem que levar a comida lá para cima e isso custa dinheiro... mas há limites!

Após uma primeira manhã muito complicada no cimo da Serra da Estrela, em que o gelo parecia que nos cortava a pele e não se via um palmo à frente do nariz (mas vi muita neve!), voltámos a tentar no dia seguinte. E aí sim, tivémos uma manhã de neve, trenó, sku, que foi um espectáculo e fez as delícias dos mais novos (dos mais velhos também, uma vez que o B. também me pareceu extremamente entusiasmado com a brincadeira...). Depois de muito nos cansarmos, encosta acima a pé, encosta abaixo de trenó, isto repetido até à exaustão, decidimos almoçar no restaurante que existe na Torre.




Felizmente existem três opções no restaurante: almoçar com serviço de carta, petiscar umas belas sandes de queijo e presunto, ou almoçar uma refeição completa numa mini-linha de self. Dado que o pequeno-almoço no hotel tinha sido muito composto, optámos pelas belas "sandochas" de queijo e presunto, com uma fumegante sopa de feijão a acompanhar.

(A opção de refeição na zona de restaurante propriamente dito não era uma opção! Uma omelete com batatas e salada custa cerca de 12 euros... lá está, carregar ovos serra acima deve ser extremamente oneroso...)

 


De referir que esta é a opção mais económica; mesmo assim, todos os preços estão um pouco inflacionados! Sopas, sandes, sumos e cafés ficaram em 32 €. Ou seja, sempre que possível, levem um farnel!




Comentários

Mensagens populares deste blogue

Mundet Factory, Seixal

Pastelices, Seixal

Alô! Alô!