Quinta das Conchas, Lumiar







Aproveito o mesmo post e trago aqui dois restaurantes que partilham localização, o Jardim da Quinta das Conchas e do Lilases (vulgo, Quinta das Conchas), e a empresa que os explora, o grupo Alfredo de Jesus.

O Jardim da Quinta das Conchas e dos Lilases foi construído no espaço das duas quintas, e tem uma superfície de 26 hectares. A Quinta das Conchas remonta ao século XVI, tendo sido instalada por Afonso Torres. Após ter passado por várias famílias de proprietários é adquirida, em 1899, por Francisco Mantero, que adquire também a Quinta dos Lilases. Tendo feito fortuna enquanto proprietário de várias roças de café em São Tomé e Príncipe, Mantero converteu o edifico existente na Quinta dos Lilases numa mansão de estilo colonial, enquanto o lago foi guarnecido com duas ilhas arborizadas, que simbolizam as ilhas de São Tomé e Príncipe (adaptado do wikipédia).

À parte da introdução história, a Quinta das Conchas é um jardim muito simpático, ótimo para umas corridas de fim de tarde (a volta mais longa ao recinto são 2 km, que eu já experimentei), para as famílias com miúdos, ler um livro, conversar com amigos, ou mesmo para ficar esparramado na relva a ver o tempo passar. Há ainda durante o verão o cineconchas e concertos variados, é uma das localizações por excelência das atividades de verão da CML.

O restaurante Conchas fica junto à entrada norte do jardim e na fronteira entre a Quinta das Conchas e a dos Lilases. Ao almoço o restaurante Conchas disponibiliza um buffet com preço fixo (5.90 euros). O buffet é composto por entradas variadas, que inclui saladas e salgados, prato de carne, e de peixe.

No dia que visitei “O Conchas”, como me estiquei nas entradas, só experimentei o bacalhau com natas, que estava delicioso. No final, ainda pedimos uma sobremesa. Não foi particularmente fácil de escolher entre o bolo de bolacha e o leite-creme, ambos com excelente aspeto. Mas ganhou a o leite-creme com açúcar queimado (como se existisse outro).

No departamento da dolorosa, como o buffet tem um preço tão simpático, óbvio que carregam no resto, mas nada de escandaloso. No final ficou por pouco mais de 10 euros por pessoa.


Mais a sul, e junto à entrada do Lumiar fica o café/restaurante/quiosque de revistas. Não sei como se chama, e se quiserem encontrar as revistas vão ter de se esforçar, só as encontrei porque decidi ir à casa de banho.

Este espaço está mais vocacionado para café e refeições rápidas. Tem uma esplanada muito simpática com vista privilegiada para o jardim (o restaurante também tem esplanada, mas como fui lá num dia de chuva passou mais despercebida), e onde se pode passar uma tarde ou um almoço de forma descontraída.

As refeições rápidas consistem em hambúrguer e outro tipo de sandes, como bifana ou prego, acompanhados de batata frita ou sopa. Já experimentei os hambúrgueres com batata frita, por diversas vezes, e estavam sempre muito bons. Apenas um senão o serviço é lento, ou seja, a comida demora muito a aparecer, principalmente quando estamos a falar de refeições “rápidas”. Dá a sensação que não estão preparados para servir almoços e quando existem vários pedidos, chegam rapidamente ao limite da capacidade.




O Conchas
Parque das Conchas
217 594 552
Encerra à Segunda-Feira


  

Comentários

Diogo Marques disse…
É uma pena não estarem prontos para servir refeições, o espaço é muito giro e agradável! Mas se são bons é o que interessa :)

_____________________
aculpaedasbolachas.com
sininho disse…
Diogo Marques, acho que falo por todos os contribuintes do 12h30, somos fãs do teu blog. Grandes Fãs. Tenho de experimentar a ultima receita, capuccino, chocolate e picante, promete.

Mensagens populares deste blogue

Mundet Factory, Seixal

Pastelices, Seixal

Alô! Alô!