sexta-feira, 21 de março de 2014

Viva Lisboa, Lisboa






O Portugal/Lisboa Restaurant Week tem-se tornado numa óptima desculpa para experimentar novos restaurantes que, de outra forma, possivelmente não visitaria. Eu sei que esta pode ser considerada uma forma "menos real" de ir a restaurantes. Ou seja, os pratos são, normalmente, específicos do evento, não figurando na ementa regular do restaurante. E a variedade também é limitada, normalmente pode-se escolher entre duas entradas, dois pratos principais e duas sobremesas. Mas, a meu ver, o cozinheiro é o mesmo e o espaço físico também,  logo desde que eu goste da ementa, por mim tá tudo bem. E gastar cerca de 25€ (a não ser que comam tudo a seco, nunca são só 20€), num restaurante onde eu nunca sairia sem gastar mais de 30€, parece-me perfeito.

Depois de muita troca de emails e conversas, lá saiu fumo branco. Mas em vez de elegermos um Papa, elegemos um restaurante, mais concretamente o Viva Lisboa. As fotos prometiam um restaurante com bom aspeto e a ementa agradou a todos os cardeais (mesmo àqueles que entretanto se tenham esquecido disso :-).

Encontrar o restaurante foi uma luta para alguns (existe Rua de Dona Estefânia de ambos os lados do Largo Dona Estefânia....), o estacionamento foi uma luta para outros (a zona da Estefânia é má de estacionar e a que fica junto ao Hospital não é exceção).




O Viva Lisboa fica localizado no andar térreo do hotel Neya Lisboa, perto do Hospital Dona Estefânia. E aqui reside o único problema que eu tive com o restaurante (e não, não é por ficar junto a um Hospital). Apesar da decoração discreta e agradável, onde se nota que houve um cuidado na escolha das cores e padrões para lhe dar um ar com alguma sofisticação, não deixei de sentir que estava a jantar no restaurante de um Hotel. E isso retirou algum do gravitas ao restaurante.




A ementa era a seguinte:

Entrada | Vichyssoise de coco coberta de pinhão caramelizado riscado com pesto baunizado (para além de se uma palavra que me dá luta em dizer e, ao mesmo tempo, me faz rir, gostei de finalmente ter experimentado uma vixixuaze....) ou Lagostins com lichias e molho de tamarindo sob capa de laranja (excelente! só foi pena ser tão pequeno...acho que fazia uma refeição só com esta entrada...)

Prato Principal | Lombinho de porco preto com crosta de manjericão sobre carpaccio de cogumelos selvagens acompanhado de batata doce panada de cajun e molho de gengibre (fomos todos para o lombinho pois peixe não puxa carroça! e estava óptimo)

Sobremesa | Triffle de creme de limão com biscuito praliné de avelã ou Pavé de caramelo com o seu macarone de baunilha (estava ambas fantásticas!)

Gostámos da comida, gostámos do atendimento e gostámos do espaço. Tirando a sensação de restaurante de Hotel (que, muito possivelmente, raras pessoas vão achar que isto é um ponto negativo), pareceu-me um ótimo restaurante.



Viva Lisboa

Rua de Dona Estefânia 71, 1150 132 Lisboa
T. ( 351) 213 101 801 Horário: 12h – 22h

info@vivalisboa.pt | www.vivalisboa.pt | https://www.facebook.com/VivaLisboa.Restaurante







1 comentário:

sininho disse...

Eu estou com as pessoas que não vêem mal nenhum num restaurante com ar de restaurante de hotel.