segunda-feira, 18 de agosto de 2014

RésVés, Campo de Ourique




"(...) a expressão resvés Campo de Ourique, que significa "por um triz, à justa", remonta ao traçado urbano da Lisboa oitocentista: a circunvalação que traçava os limites da cidade passava dentro do próprio bairro de Campo de Ourique, na rua Maria Pia, pelo que o bairro era considerado à justa parte de Lisboa (a zona do Casal Ventoso já era exterior às portas da cidade). Os limites da cidade são actualmente mais abrangentes mas a expressão cristalizou-se e permanece na linguagem corrente."
in Flip


"A expressão résvés Campo de Ourique remonta a 1755 quando o terramoto assolou Lisboa tendo destruído a cidade até à zona de Campo de Ourique, que ficou intacta. A partir daí o ditado generalizou-se."



Campo de Ourique sempre foi um bairro com vida e movimento mas, nos últimos anos, o encerramento de inúmeros espaços comerciais tinha provocado alguma estagnação. Mas, qual fénix a renascer das cinzas, Campo de Ourique parece estar a ganhar um novo fôlego, com a abertura de inúmeras lojas, restaurantes, cafés e a reabilitação do Mercado. E voltou a ser um local que atrai pessoas novas para morar (mesmo que em apartamentos do tamanho de caixas de fósforos).

O RésVés é um desses novos espaços ficando situado mesmo no coração de Campo de Ourique, no Jardim da Parada. O RésVés é, acima de tudo, um café de bairro, familiar, calmo, local onde famílias ou amigos se encontram para almoçar, lanchar ou simplesmente beber um café e dar dois dedos de conversa (um Cheers sem álcool).

O espaço tem uma decoração engraçada, moldada ao espaço disponível (que não assim tanto quanto isso), mas que consegue criar diferentes ambientes palpáveis à medida que caminhamos pela RésVés: uma zona mais confortável/descontraída no espaço de entrada (onde fica o balcão), uma zona mais recatada/"séria" após subir uns degraus e uma esplanada no jardim das traseiras (junto fica uma parte dedicada às crianças, com brinquedos e livros).





Tenho ficado sempre na zona mais "séria" (nem que seja porque sou um tipo sério e carrancudo) e já comi um pouco de tudo: gelados (bons mas não tiram ninguém do pódio), panquecas (Nutella!!!), sandes e bolos da casa (sempre que lá vou tenho dois à minha escolha.... até agora todos têm corrido muito bem.... o de chocolate....)

O atendimento... descontraído e um pouco desconcentrado mas ainda assim simpático. Não sei se já colmataram a falha mas não tinham tostadeira... estranho, muito estranho.... não sei como é que um café consegue não ter uma tostadeira mas pelos vistos é possível. Preços... not that cheap.

Local engraçado e com uma oferta interessante e diferente daquela que a vizinha Padaria Portuguesa oferece. E é nesta diferença é que está o ganho.




Rua 4 de Infantaria 26 R/C esq (Jardim da Parada)
1350-272 Lisboa
2ª a Dom: 10h | 20h
T | 21 131 6252 | geladaria.resves@gmail.com
Facebook



Sem comentários: