Prego da Peixaria, Saldanha



Estive um bocadinho indeciso se haveria de escrever ou não este texto. Não porque tivesse corrido mal ou algo do género (believe it or not, custa-me sempre fazer uma má crítica) mas antes porque....como dizê-lo.....

.... é que o Prego no Saldanha serve o mesmo que o Prego do Príncipe Real (que já tem a sua respectiva crítica) ou do Mercado da Ribeira. Se não gostaram daquilo que comeram num, dificilmente irão gostar da comida dos outros. Obviamente fica no ar a pergunta... como é possível não gostar? Mas pronto, eu também não aprecio sushi independentemente se vem numa passadeira ou das mãos do maior sensei em peixe crú (lá está, como é possível....) mas dei todos as oportunidades para me deslumbrarem. A culpa (obviamente) é da minha santa mãe que desde sempre me incutiu o gosto pela comida quente e cozinhada :-)

E porque me decidi (afinal) falar dum cromo repetido? Porque gosto da simplicidade da (boa) comida, da decoração do espaço e da sua localização.


A zona do Saldanha sempre foi uma bela adormecida. Por muito potencial que tivesse, assim que se saía dos centros comerciais (e respetivos food courts) era o deserto mas, paulatinamente, o Saldanha tem vindo a apresentar mais vida para além dos centros comerciais. Possivelmente a abertura de cada vez mais hotéis (e com eles mais turistas, mais euros, maior oferta... o ciclo da vida capitalista) tenha potenciado o crescimento da oferta... tanto que bem perto do Prego já nasceu um concorrente, o Honorato.




O Prego da Peixaria fica na Avenida Praia da Vitória, uns parcos metros mais a cima de uma das entradas para o Monumental (a entrada dos cinemas), local ideal para quem quiser comer antes ou após uma ida ao cinema (esse evento cada vez mais esporádico, cada vez mais dispendioso).

A ausência de sinalética evidente de que estamos perante o Prego da Peixaria (a primeira vez que passei à porta só me apercebi que era um restaurante novo com aspeto promissor), poderia ser um problema não fosse esta uma avenida de trazer por casa (quase uma Betesga).
 
 


A decoração do espaço está muito engraçada, com alguma bipolaridade associada. Se do lado da entrada a decoração é mais próxima de um saloon (apenas lhe faltando a serradura e as botas com esporas), depois de andarmos por um longo e estreito corredor vamos dar a uma segunda sala (maior que a da entrada) onde o feeling é mais de estarmos a comer dentro de um barracão, mas um barracão fashion, graças à chapa de zinco que surge por todo o lado. Assim como no Príncipe Real, temos um mural a decorar a sala. Só que aqui temos que olhar para o teto para o podermos apreciar. E vale a pena pois está fantástico.

 

 
Portanto, chapas de zinco, mural no teto, cadeiras e mesas mismatched, espelhos envelhecidos, iluminação suave, tudo junto dá um ambiente divertido, muito pessoal e intransmissível.

E o que comemos..... Bem, mais uma vez gastámos duas ementas (da próxima prometo que só gastaremos uma! sorry...), mas desta vez ambas em português :-), para pedir as batatas fritas da praxe (doce e "normal"), um Yuppie (Carne do lombo, maionese de manjericão, queijo cheddar e pancetta em bolo do caco da Madeira) e um Motard (que me parece uma nova adição à pandilha.... carne do lombo, chouriço e ovo num bolo do caco de azeitona).

 

Eu sei que [vou te amar...por toda a minha vida... eu vou te amar] um dia me vou fartar mas, para já, se me disserem batata doce, eu digo quero!



Aqui estão os nossos meninos bonitos (Motard e Yuppie) a fazer pose para a foto antes de serem todos comidinhos até ao fim.


Infelizmente não tinham mousse de chocolate (shame on you!) e as restantes sobremesas não puxavam por mim mas havia outra pessoa na mesa que pensou doutra forma. Ouviu mousse de maracujá e não resistiu. Segundo vi (raspou tudo até ao fim sem a minha ajuda), ouvi (trincou deliciada cada uma das sementes que apanhava) e me fez saber, a mousse estava excelente. O meu café também.




No fim, pagámos 15€pp... talvez um valor bocadinho alto mas saímos muito satisfeitos com o atendimento, comida e espaço por isso no regrets.









Avenida Praia da Vitória 77 C, 1050-183, Lisboa

Tel | 213471356
www.facebook.com/oprego.dapeixaria

Dom a 5ª | 12h às 24h
6ª e Sáb | 12h à 1h









Comentários

Mensagens populares deste blogue

Mundet Factory, Seixal

Pastelices, Seixal