Fábrica dos Gelados, Anjos



E porque os eventos marcantes são para ser comemorados.... embora lá comer um gelado! 
Eu sei, eu sei... que evento ao qual se associa a palavra marcante merece uma tão simples e singela forma de comemoração? Bem, ter finalmente o meu Lumia nas mãos pareceu-me marcante o suficiente para querer comemorar a ocasião mas não o suficiente para marcar um jantar no Bica do sapato ou Eleven, fumar um charuto ou abrir uma garrafa de champanhe que me custasse um rim e parte do fígado. Dentro da loucura ainda tenho (por vezes) algum bom senso.

E como a Fábrica dos Gelados ficava pertinho do local onde fui levantar o Lumia da minha vida, pensei Pitch perfect!

Não sei se alguma vez foram à feira da ladra. Para mim a rua do Forno do Tijolo estará para sempre associada com manhãs de sábado onde trocava o vale dos lençóis por caminhadas ao redor de "bancas" de material novo, semi-novo, usado ou desgastado, cuja proveniência era assunto tabu (Don't ask, don't tell).  Nestas bancas vi vender um pouco de tudo, desde coisas pacíficas como livros e cd's até dentaduras postiças e sanitas, portanto de cada visita tinha sempre uma história para contar.


Mas é de gelados que vos vim falar.


E a Rua do Forno do Tijolo veio à conversa porque a Fábrica dos Gelados fica na dita rua junto à interseção com a Rua de Moçambique.

Quando se entra na loja parece que se anda atrás no tempo, quase esperando encontrar uma senhora roliça com uma bata, faces coradas e sorriso (ou não, dependia dos dias) a perguntar quantas carcaças quero. Nesta pequena loja, ainda que renovada, respira-se outros tempos.

O balcão frigorífico não deixa margem para dúvidas, estamos numa geladaria. E aqui a escolha é nossa, cone ou copo, uma bola duas bolas três bolas, meio litro ou mesmo um litro de gelado, estamos à vontade.

Existem também bolos caseiros e outros doces passíveis de serem consumidos, variando consoante o dia. Admito que o que estava disponível fez-me torcer o nariz (tinha na sua composição agrião) mas prometeram-me que existem outros menos "verdes", mais ao meu gosto (as fotos no FB assim o corroboram).



Mas nesta visita, fiquei-me por duas bolas em cima de um cone.

E depois de lamber, trincar, morder e lamber um pouco mais vem, mesmo que de uma forma quase inconsciente, a comparação com os gelados de outras geladarias. Assim, e não se esqueçam que as opiniões são como..., vale a pena experimentar os gelados da Fábrica, apesar de poderem não ficar no topo do pódio, não envergonham ninguém. São bons de lamber e de se fazer um desvio sempre que a ocasião o proporcione.







Rua do Forno do Tijolo, 26B, Anjos, Lisboa 
21 8140051 | 965257207
4ª a 2ª | 12h - 20h | 3ª Encerra
https://www.facebook.com/fabricadogelado
 
 









Comentários

Diogo Marques disse…
Nunca lá fui, mas têm excelente aspecto :)
-
Diogo Marques
Blog: A culpa é das bolachas! | Facebook | Instagram
-
Artvr HXN disse…
Já lá tentei ir.. mas bolas (de gelado) não achei o sítio!
Sebastião disse…
O importante é não perder a vontade :-)

Então... Av Almirante Reis... Rua de Angola... Rua Forno do Tijolo... segue segue segue... cruzamento com a Rua de Moçambique... Tcharam!

Espero que o próximo comentário seja já cheguei e gostei ;-)

Mensagens populares deste blogue

Mundet Factory, Seixal

Pastelices, Seixal

Alô! Alô!