Espaço Edla, Sintra






O Espaço Edla foi uma descoberta fantástica, filha do acaso e, neste caso em particular, do desânimo e desespero. Isto porque tínhamos planeado voltar ao Café Saudade para poder finalmente escrever um comentário sobre este espaço (faltam-me fotos que ilustrem o tamanho dos sconnes :-) e, igualmente importante, matar saudades. Mas azar, estava fechado. Tinha um papel a indicar o motivo, visto não ser o dia normal de encerramento, mas o desânimo foi tanto que apaguei da memória o que dizia o dito papel (e também não é relevante, fechado é fechado).

Depois lembrei-me de uma casa de chá que ficava ali pertinho (uma rua abaixo) chamada A Raposa. A Raposa foi das primeiras casas de chá a que fui, ainda no tempo em que as casas de chá estavam conotadas com senhoras de certa idade com cabelo sustentado por (resmas de) laca, por isso estava bastante contente por saber que ainda existia e, à medida que nos aproximávamos da entrada, tudo parecia indicar que estava aberta.

No entanto, quando entrámos e tentámos abrir a porta que daria acesso ao salão de chá esta teimou em não dar de si. Segundo o horário afixado na porta devia estar aberto, segundo o Facebook devia estar aberto, segundo a Zomato deveria estar aberto, segundo as luzes ligadas da entrada, a música ambiente e a primeira porta devia estar aberto. Mas a maçaneta da porta interior, que teimava em não abrir, e a ausência de vida no interior do salão (mesmo depois de quase termos arrombado a porta) indicavam o contrário. The walk down memory lane teve que ficar para outra visita.

E assim nos vimos a braços com um problema, onde raios íamos nós lanchar? Entretanto a minha companhia de aventura lembrou-se de ter lido algo sobre uma casa de chá chamada Alba, Elba, Elda ou qualquer coisa semelhante que lhe tinha parecido ter muito potencial. Toca de sacar do smartphone e descobrir afinal quem era esta senhora. E pasmem-se, não é que a senhora Edla (por esta altura já tínhamos descortinado o nome correto) "morava" a meia dúzia de passos do local onde estávamos? E assim que chegámos à porta foi possível confirmar que era realmente uma casa de chá com excelente aspecto (e que estava aberta).
 
 


A decoração do Espaço Edla é algo singular, conseguindo ter duas decorações muito diferentes num mesmo espaço mas que, de alguma maneira, conseguem funcionar lindamente em conjunto. À entrada do Espaço Edla temos uma primeira sala com uma decoração, ainda que estilizada, com um certo pendor aristocrático, com várias mesas de pé de galo brancas e cadeiras castanho claro com estofos brancos. Neste espaço destaca-se uma mesa com duas cadeiras de costas altas, que dominam o espaço, que parecem estar à espera da Marie Antoinette Louis XVI.

Mas à medida que vamos explorando o resto do espaço damos de caras com um salão de chá do século XXI, com pinturas modernas nas paredes e um mobiliário mais actual mas, ainda assim, sempre com um certo toque de romantismo.

Decidimos ficar na zona mais moderna do salão de chá. Depois de namorar os diferentes bolos expostos na montra e de esmiuçar a ementa e os diferentes chás nela contidos (existem chás para todos os gostos...), decidimo-nos por uma torrada, um sconne com manteiga e compota e uma hipermegafatia de bolo de chocolate. Se os primeiros dois estavam dentro do expectável (bons mas sem sobressair), a fatia de bolo de chocolate estava soberba, espetacular, fantástica (e era grandeeeeeeeeee).

     



Enquanto nos deliciávamos com o nosso lanche, não pudemos deixar de comentar como todo o nosso infortúnio tinha acabado de uma forma extremamente positiva. Acabámos por descobrir um espaço com um ambiente e decoração muito engraçados, um atendimento super simpático e uma oferta gastronómica variada e de qualidade.
No fim, veio a cereja na forma de conta, pagámos cerca de 10€ por todo o lanche. Que mais poderíamos querer?

Por isso meus caros, quando forem a Sintra não pensem apenas em Piriquita, existe vida para além de travesseiros e queijadas :-)


Rua Dr. Alfredo da Costa, nº 52 | 2710-523 Sintra
Horário | 09h00 às 19h00 | 2ª a Dom

Telemóvel | (+351)925970130/31 | E-mail: espacoedla@gmail.com

http://www.espacoedla.pt/

Algumas das imagens foram retiradas do site do Espaço Edla, do TripAdvisor e Booking. Para mais fotos ver a reportagem neste link - http://www.vidadebairro.pt/?p=1044





Comentários

Mensagens populares deste blogue

Mundet Factory, Seixal

Pastelices, Seixal

Alô! Alô!