sexta-feira, 12 de junho de 2015

Restaurante da Adraga, Praia da Adraga





Vamos dar uma volta por Sintra? Vamos embora!

E lá fomos nós ziguezagueando estrada afora, parando aqui e ali para ver as vistas e tirar as fotografias da praxe (tentando não cair em ravinas), até que o leão começou a mostrar a sua raça, rosnando com  intensidade crescente bem dentro das nossas barrigas. Era hora de pensarmos onde iríamos almoçar.

Como não queríamos ter que estar a tal hora, em tal local para almoçar, fomos apenas com algumas ideias de locais onde poderíamos almoçar mas nada reservado.
 
Assim, tendo em vista onde nos encontrávamos, pareceu-nos que o mais perto (coitadinhos, tão inocentes...) seria o Restaurante da Adraga. Lá pegámos no Faísca Mcqueen e fomos à procura da praia onde ficava o dito restaurante, a Praia da Adraga. Ao fim de algum tempo percebemos que não estávamos assim tão perto da Praia da Adraga (o leão estava pronto a transformar-se num Indominus rex) mas, como diz o velho ditado, ajoelhou....

E quando (finalmente) chegámos à Praia percebemos que tínhamos feito a escolha certa. A Praia é realmente muito bonita, mais ainda quando vista fora da época balnear, e o restaurante tem uma vista privilegiada sobre ela.

O restaurante em si não tem piadinha nenhuma (nem por dentro nem por fora), sendo apenas mais um restaurante de praia a precisar de uma bela pintura (ou de ser mandado abaixo e de ser construído, no seu lugar, algo digno da praia que se estende à sua frente).




O interior é castiço com motivos náuticos pendurados nas paredes e tecto, mesas coladas umas às outras, em filas que começam junto a cada uma das janelas e, como não poderia deixar de ser, um gigantesco aquário onde uns quantos crustáceos esperam (presumo, sem saberem) a altura de virarem refeição.

Conseguimos lugar à janela (os lugares mais cobiçados) mas foi necessário um sprint e uma ultrapassagem pela direita para o conseguirmos. Num minuto estávamos meia dúzia de gatos pingados a olhar para a praia e, de repente, surgem pessoas e mais pessoas que acabaram por encher o restaurante.

 



"Em Roma sê romano" foi este o nosso lema quando nos sentámos para almoçar. Se estávamos num restaurante onde o peixe era rei não íamos propriamente comer bife. Assim como entrada pedimos Mexilhão à Bulhão Pato e como prato principal Dourada grelhada.

Não me recordo da última vez que comi mexilhão à Bulhão Pato (há muitos anos certamente) por isso foi com duplo prazer que me deliciei com esta entrada, não só estava óptimo como me trouxe à memória bons velhos tempos.

Passado algum tempo veio então a Dourada. Tinha mesmo o sabor a praia, a mar, a peixe verdadeiro (vieram mostrá-la antes de grelhar, para vermos o tamanho e a sua frescura), soube pela vida :-) E com uma dourada apenas se matou a fome a duas pessoas (felizmente que fomos avisados por quem nos atendia que deveria chegar, vistos estarmos prontos para pedir um segundo prato).



 
Enquanto dávamos as últimas garfadas na nossa Dourada, fomo-nos apercebendo das sobremesas que iam surgindo à nossa volta (isto de filas de mesas pegadas tem as suas vantagens). E como resultado desta atempada prospecção de mercado, rapidamente concluímos o que queríamos: Sericaia com ameixa e Merengue com Morangos.

Só posso dizer que se forem ao Restaurante da Adraga para comer uma destas sobremesas já foi uma viagem bem empregue. Estavam mesmo, mesmo excelentes. A Sericaia tinha uma textura esponjosa que quando envolvida pela calda de ameixa tornava-se no manjar dos deuses enquanto que o Merengue com morangos..... não sei como explicar ele é morangos, ele é suspiros (quer em termos de massa quer dados por mim, entre cada garfada), ele é merengue tudo junto e bam! temos uma excelente sobremesa.
Enquanto escrevo estas palavras apenas  me vem à memória o refrão de uma música da Adelaide Ferreira "...Eu dava tudo para te ter aqui/Ao pé de mim outra vez..."
 
 


O atendimento foi extremamente simpático e prestável, tendo-nos ajudado a fazer as melhores escolhas possíveis. A conta foi dolorosa, muito dolorosa mas no regrets pois mereceu cada eurinho dado (30€pp).

Não é um restaurante para se ir com regularidade mas sem dúvida que merece uma visita. A qualidade daquilo que nos é servido aliado à possibilidade de almoçar a olhar para uma praia tão bonita como a da Adraga torna difícil sair desconsolado deste restaurante.

Agora com licença que vou sonhar com Merengue com morangos....





Rua da Praia da Adraga 63, 2703-063 Sintra
Contacto | 21 928 0028

Horário | 12h30 às 22h30

http://www.restaurantedaadraga.com











1 comentário:

Ana disse...

Restaurante excelente! Realmente o merengue dá-me voltade de voltar!