terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Santa Clara dos Cogumelos, Graça




"Ainda não fomos aos cogumelos." "Temos que ir aos cogumelos." "Qualquer dia os cogumelos fecham e nós não fomos lá." Sempre que combinávamos jantar fora vinha sempre à memória uma destas frases batidas. No entanto, outros planos se sobrepunham e a visita era adiada mais uma vez, fazendo crer que o mundo conspirava, suspirava ou mesmo espirrava de forma a afastar-nos dos cogumelos. Mas, como a existência deste texto indicia, conseguimos finalmente quebrar o enguiço e sentarmo-nos à mesa do Santa Clara para comer cogumelos, cogumelos, cogumelos e mais cogumelos.

Tenho a dizer que sou fã (borderline fanático dirão alguns) de cogumelos. Como com frequência em casa (enquanto escrevo este texto dou garfadas a uma fumegante massa chinesa acabadinha de fazer, com resmas de pleurotus) e nos restaurantes tenho sempre a tendência de escolher pratos que tenham cogumelos na sua composição. Portanto, saber da existência do Santa Clara dos Cogumelos fez-me levantar as mãozinhas para o céu e dizer "E.T. found home!".




O Santa Clara dos Cogumelos fica situado no piso superior do Mercado de Santa Clara. Este Mercado fica junto ao Panteão Nacional e à Igreja de São Vicente de Fora, sendo em redor dele que se instala duas vezes por semana a Feira da Ladra, terças e sábados se não me falha a memória. Perdi a conta ao número de cd's, livros e BD que comprei nesta Feira, atualmente perdeu parte do seu encanto mas continua a ser um local a visitar pelo menos uma vez na vida (e quem sabe comprar uma dentadura em segunda mão). Mas voltemos à questão que nos trouxe.

Subindo umas escadas algo íngremes, no início das quais somos agraciados com um simpático letreiro a dizer Bem-vindos! (que cumpre a dupla função de nos dizer que estamos no caminho certo), chegamos então ao restaurante.


 




A decoração é deliciosamente vintage ou, como ouvi alguém dizer um destes dias, revivalista. Possivelmente a tela onde pintaram este Santa Clara tinha já a base ideal para que com pinceladas certeiras conseguissem um quadro tão verdadeiro que parece que parámos no tempo. Desde o padrão dos mosaicos que cobrem o chão até ao verde dos tampos das mesas, tudo conspira para nos dar a sensação de viagem no tempo. 

Depois de sentados e devidamente presenteados com a ementa, fizemos uma decisão executiva. Duas entradas - Cogumelos panados e Croquetes (alheira e portobello); e dois pratos principais - Risotto Santa Clara (porcini e trompetas da morte, casca de laranja, alecrim e nozes) + Encarnação de Santa Clara (bife de novilho com puré de raiz de aipo e cogumelos salteados).

Caso não apreciem muito cogumelos (ou acham que os de lata são os melhores) então talvez não seja este o restaurante certo. É como ir à Casa do Bacalhau e pedir um Bife... não faz sentido. Para quem gosta de cogumelos, o único problema é que não dá para provar tudo logo na primeira visita.

Enquanto esperávamos pela nossas entradas, a sala foi enchendo e o engraçado é que nós éramos dos poucos portugueses ali sentados, ingleses, franceses, espanhóis e asiáticos, havia um bocadinho de tudo. Podíamos dizer as maiores barbaridades que ninguém nos entendia... isto é levar o vá para fora cá dentro a outro nível :-)





E o que dizer dos croquetes e do cogumelos panados? Fantásticos, deliciosos entre outros adjetivos na mesma ordem de grandeza. Os croquetes estavam estaladiços por fora mas no seu interior vivia uma massa aveludada onde a alheira brincava com os cogumelos, para deleite de quem os mordia. Em relação aos cogumelos panados, era vê-los a desaparecer, depois de convenientemente cobertos com o molho de iogurte e açafrão, em suaves dentadas. Triste mesmo foi vê-los a desaparecer sem que voltassem a surgir como...como.... como cogumelos.

Felizmente não houve muito tempo para chorar o desaparecimento das entradas, graças à chegada dos pratos principais. 

Segundo me disseram, Santa Clara não poderia ter encarnado de melhor forma. A carne estava muito saborosa, não oferecendo qualquer tipo de resistência aos golpes que lhe eram desferidos, o puré de raiz de aipo foi uma boa surpresa e os cogumelos salteados rematavam o prato com chave de ouro.

E o risotto? Bem.... estava fantástico. Algo como ter Spotlight ou The Big Short num prato, onde vários atores conhecidos se juntaram de forma exemplar para gáudio deste vosso humilde espectador.





Entretanto chegou a hora da sobremesa. E até aqui os cogumelos estão envolvidos, apesar de existir sempre uma opção de sobremesa sem cogumelos. Claro que não fomos em cantigas e decidimos ver quão fulgurante era a Paixão de Santa Clara (mousse (?) de chocolate, gelado de boleto e cogumelos) e quão tentadoras eram as Tentações de Santa Clara (crème brûlée com boletus e trufa).

Nas sobremesas é que a porca torceu o rabo, vá meio rabo. As Tentações de Santa Clara não eram lá muito tentadoras, o crème brûlée por baixo da sua superfície crocante escondia um creme pouco doce e pouco tentador, fazendo com que ao fim de duas ou três colheradas se desse o caso por encerrado.

Já a Paixão, essa era fulgurante. E ótima para limpar o palato de tentações. A parte de chocolate e de gelado estavam excelentes, complementando-se na perfeição, mas foram os cogumelos (assumi eu que fossem) que cobriam a sobremesa que mais me fascinaram. Adocicados e com uma textura peculiar foram uma excelente surpresa.





Por fim pedimos a conta, que veio com a intensidade de dor que já esperávamos (28€ pp). Se não se deixarem levar pela loucura (duas entradas!) certamente conseguem descer a intensidade da dor. Infelizmente acho que quando voltar ao Santa Clara vou voltar a ter um momento de loucura... ficou ainda tanto por experimentar.....

O atendimento foi sempre simpático e nunca tivemos que esperar muito tempo pela comida ou que nos dessem atenção, mesmo quando a sala ficou quase cheia. 

E por falar em casa cheia. O restaurante é relativamente espaçoso mas pareceu ter muita procura (fomos numa terça feira), especialmente por turistas por isso reservar será sempre algo aconselhável. Estacionar não oferece grande dificuldade, muitos lugares disponíveis em redor do mercado, mas acertar numa rua que desemboque no dito mercado poderá ser outra história. Façam como os turistas e vão a pé a partir do Largo da Graça :-)


Remate final. Se gostam de cogumelos, então não existe melhor local para ir almoçar ou jantar. Ficámos fãs.





Mercado de Santa Clara​
Campo de Santa Clara, 7 - 1º - 1100-472 Lisboa

Horário | 3ª a 6ª - 19:30 - 23:00 | Sábado - 12:30 - 15:30 | 19:30 - 23:00
Encerra ao Domingo e 2ª

Tel - 218870661 | Tlm - 913043302
Site | FB












Sem comentários: